SCS368 Ituporanga e SCS369 Águas Negras: cultivares de batata-doce para Santa Catarina

Sergio Dias Lannes, Tatiana da Silva Duarte, Gerson Henrique Wamser, Daniel Pedrosa Alves

Resumo


Resumo: A batata-doce é um dos principais alimentos em diversas regiões do mundo, destacando-se no combate à fome. É uma espécie tolerante e menos exigente do que outras espécies agrícolas, estando adaptada às condições de fertilidade mais baixa, sendo excelente alternativa para a agricultura familiar, como fonte de renda e na alimentação humana e animal. O uso de cultivares adequados e adaptados resulta em um produto de maior qualidade, melhorando a aceitação pelo mercado consumidor e aumentando a capacidade de negociação por parte do agricultor no momento da comercialização. Dessa forma, a Estação Experimental de Ituporanga (Epagri/EEItu) desenvolveu dois cultivares de batata-doce adaptados à região do Alto Vale do Itajaí, denominados SCS368 Ituporanga e SCS369 Águas Negras. O SCS368 Ituporanga possui polpa creme, película branca e alta produtividade. O SCS369 Águas Negras também possui polpa creme, contudo apresenta película da raiz com coloração roxa, o que é muito apreciado pelos consumidores. Ambos possuem boa resistência ao mal do pé (Plenodomus destruens Harter) e são muito promissores quanto às características para consumo humano e aos aspectos agronômicos.

Abstract : The sweet potato is one of the main foods in various regions of the world and an important staple food to fight hunger. It is a tolerant and less demanding species than other agricultural plants, being adapted to lower fertility conditions, and an excellent alternative for family farming as a source of income and human and animal food. The use of appropriate and adapted cultivars results in a higher quality product, improving market acceptance and increasing farmer´s bargaining power at the time of marketing. Thus, Ituporanga Experimental Station (Epagri/EEIt) developed two cultivars of sweet potato called ‘SCS 368 Ituporanga’ and ‘SCS 369 Águas Negras‘, both adapted to the High Valley of Itajaí region. The SCS 368 Ituporanga has cream flesh, white film and high productivity. SCS 369 Águas Negras has also cream pulp but its film coloring root is purple, which is appreciated by consumers. Both have good resistance to rot foot (Plenodomus destruens Harter) and are very promising concerning human consumption and agronomic aspects.


Palavras-chave


Ipomoea batatas (L.); alimentação humana; melhoramento genético vegetal

Texto completo:

PDF

Referências


ALLEMANN, J.; LAURIE, S.M.; THIART, S. et al. Sustainable production of root and tuber crops (potato, sweet potato, indigenous potato, cassava) in southern Africa. South Afr. J. Bot., v.70, p.60-67, 2004.

ASSOCIATION OF OFFICIAL ANALYTICAL CHEMISTS. Official methods of analysis. 13.ed. Washington, 1980. 109p.

AZEVEDO, A.M.; ANDRADE JÚNIOR, V.C.; VIANA, D.J.S. et al. Influence of harvest time and cultivation sites on the productivity and quality of sweet potato. Horticultura Brasileira, v.32, p.21-27, 2014.

CRUZ, C.D. Genes – a software package for analysis in experimental statistics and quantitative genetics. Acta Scientiarum. v.35, n.3, p.271-276, 2013.

FLARESSO, J.A.; DEBARBA, J.F.; ALMEIDA, E.X. Batata-doce. In: Avaliação de cultivares para o estado de Santa Catarina 2007/2008. Florianópolis, SC: Epagri. 2007, p.42-43. (Epagri. Boletim Técnico, 137).

HUAMÁN, Z. (Ed.) Descriptors for sweet potato. Rome: International Board for Genetic Resources, 1991. 134p.

IBGE. Sistema IBGE de recuperação automática (SIDRA). 2014. Disponível em: http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/tabela/protabl. asp?c=1612&z=t&o=1&i=P. Acesso em: 1 ago. 2014.

LAURIE, S.M.; CALITZ, F J.; ADEBOLA, P.O. et al. Characterization and evaluation of South African sweet potato (Ipomoea batatas (L.) LAM) land races. South African Journal of Botany, v.85, p.10-16. 2013.

RODRIGUEZ-AMAYA, D. B. A guide to carotenoids analysis in foods. Washington: Ilsi, 1999. 119p.

SILVA, J.B.C.; LOPES, C.A.; MAGALHÃES, J.S. Batata-doce (Ipomea batatas). Brasília: Embrapa Hortaliças, 2008. (Embrapa Hortaliças. Sistemas de Produção, 6). Versão Eletrônica. Disponível em: http://www.embrapa.br/sistprod/batata-doce/index.htm. Acesso em: 10 set. 2014.

WOOLFE, J.A. Sweet potato: an untapped food resource. Cambridge: Cambridge University Press.1992. 643p.

YAMAKAWA, O.; YOSHIMOTO, M. Sweet potato as food material with physiological functions. Acta Horticulturae, v.583, p.179-185, 2002.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Revista Agropecuária Catarinense



REVISTA AGROPECUÁRIA CATARINENSE (RAC) 

       ISSN 2525-6076 on-line
       ISSN 0103-0779 impresso
        

Epagri / Departamento Estadual de Marketing e Comunicação (DEMC)

Editoria Técnica
Fone: (48)3665-5449