Efeito da densidade inicial de cultivo sobre a produtividade de mexilhões Perna perna em Santa Catarina

Felipe Matarazzo Suplicy

Resumo


Resumo- Para identificar o efeito da densidade inicial de cultivo sobre produtividade de mexilhões, 45 cordas de cultivo medindo um metro com densidades de 300, 400 e 600 indivíduos por metro foram confeccionadas e monitoradas por oito meses. O monitoramento incluiu biometrias bimestrais de mexilhões utilizando amostras compostas por segmentos da porção intermediária das cordas de cultivo de cada tratamento, medindo 33cm, e a pesagem mensal das cordas inteiras. Os resultados obtidos indicaram que a densidade inicial de cultivo não afetou a taxa de crescimento dos mexilhões, no entanto, perdas de mexilhões e de produtividade foram observadas na densidade mais elevada, após o sétimo mês de cultivo. 

Abstract- To identify the initial density effect on mussel farming productivity, 45 one-meter culture ropes with densities of 300, 400 and 600 individuals per meter were prepared and monitored for eight months. The monitoring included bi-monthly biometry of mussels from samples of 33cm of the farming cable, as well as the monthly weighing of ropes. The results indicated that the initial farming density did not affect the growth rate of mussels, however, mussel fall-off and productivity losses were observed at the highest density after the seventh month of farming.


Palavras-chave


mexilhão; densidade; produtividade

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Revista Agropecuária Catarinense



REVISTA AGROPECUÁRIA CATARINENSE (RAC) 

       ISSN 2525-6076 on-line
       ISSN 0103-0779 impresso
        

Epagri / Departamento Estadual de Marketing e Comunicação (DEMC)

Editoria Técnica
Fone: (48)3665-5449