Desempenho de genótipos de pessegueiros e nectarineiras no oeste de Santa Catarina

Eduardo Cesar Brugnara, Marco Antônio Dalbó, Emilio Della Bruna

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar o desempenho de genótipos de pessegueiro e nectarineira nas condições do oeste de Santa Catarina. Cinco genótipos de pessegueiro ‘BRS Rubimel’, ‘Zilli’, ‘SCS423 Bonora’, ‘Seleção Epagri 02-40’ e ‘BRS Fascínio’ e as nectarinas 'Seleção Epagri 31-43', ‘SCS418 Julema’ e ‘Seleção Embrapa Necta 528’ foram avaliados nos municípios de Caibi, Cordilheira Alta (exceto 'BRS Fascínio') e Descanso, até o quarto ano. A colheita de ‘Seleção Epagri 31-43’, ‘SCS418 Julema’ e ‘SCS423 Bonora’ foi mais precoce, com início no segundo decêndio de setembro, apesar da floração um pouco mais tardia em comparação com 'Zilli' e ‘BRS Rubimel’. Em termos de produtividade, os destaques foram ‘SCS423 Bonora’, 'Zilli', ‘SCS418 Julema’ e 'Seleção Epagri 02-40' em Cordilheira Alta, ‘SCS423 Bonora’ em Caibi e ‘SCS423 Bonora’, 'Zilli' e ‘SCS418 Julema’ em Descanso. A massa média de frutos foi maior nos tratamentos 'Seleção Epagri 02-40' e 'Zilli' em Cordilheira Alta; ‘BRS Fascínio’, 'Seleção Epagri 02-40' e 'Zilli' em Caibi; e ‘BRS Fascínio’ e 'Seleção Epagri 02-40 'em Descanso. O pessegueiro ‘SCS423 Bonora’ e a nectarineira ‘SCS418 Julema’, dentro do seu grupo, combinam características desejáveis de precocidade, tamanho dos frutos e produtividade.

 


Palavras-chave


Prunus persica; adaptação; precocidade;cultivar

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22491/RAC.2019.v32n1.10

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Revista Agropecuária Catarinense



REVISTA AGROPECUÁRIA CATARINENSE (RAC) 

       ISSN 2525-6076 on-line
       ISSN 0103-0779 impresso
        

Epagri / Departamento Estadual de Marketing e Comunicação (DEMC)

Editoria Técnica
Fone: (48)3665-5449