Validação de um sistema de previsão para a pinta preta na produção integrada do tomateiro

Walter Ferreira Becker

Resumo


RESUMO - A pinta preta causada por Alternaria spp. é uma das principais doenças do tomateiro ocorrendo em cultivos de tomate na microrregião de Joaçaba a qual é responsável por mais de 57% da produção do Estado de Santa Catarina. Para o controle desta doença, são aplicados fungicidas semanalmente, o que implica em aumento de custos de produção. O objetivo deste trabalho foi comparar a aplicação preventiva semanal de fungicida com o sistema de previsão TomCast. Este sistema utiliza a duração do molhamento foliar e a temperatura média neste período para calcular a severidade diária da doença (VSD). As pulverizações baseadas no calendário semanal iniciaram na mesma semana do transplante enquanto com o previsor Tom Cast iniciaram quando o valor de VSD acumulado atingiu a limiar estabelecido (10, 15, 20, 25 e 30 VSD). Em cada um dos anos estudados, a pulverização de acordo com o Tom Cast resultou no controle de doença e produção comparável ao calendário semanal, mas retardou o início da pulverização em 26 a 46 dias e também reduziu o número de pulverizações em até 84%.

 

 

 


Palavras-chave


Solanum lycopersicum; sistema de alerta; Alternaria solani; forecast system

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22491/RAC.2019.v32n2.9

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Revista Agropecuária Catarinense



REVISTA AGROPECUÁRIA CATARINENSE (RAC) 

       ISSN 2525-6076 on-line
       ISSN 0103-0779 impresso
        

Epagri / Departamento Estadual de Marketing e Comunicação (DEMC)

Editoria Técnica
Fone: (48)3665-5449