Sanidade vegetal: desafios e oportunidades para o agro de Santa Catarina

Autores

  • Fabiane Dos Santos Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc) http://orcid.org/0000-0002-4933-9561
  • Alexandre Mees Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc)
  • Ricardo Miotto Ternus SECRETARIA DE ESTADO DA AGRICULTURA, DA PESCA E DO DESENVOLVIMENTO RURAL

Palavras-chave:

sanidade vegetal, pragas quarentenárias, defesa agropecuária, priorização de pragas, medidas fitossanitárias

Resumo

O ano de 2020 foi declarado pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), como Ano Internacional para a Saúde Vegetal, afim de conscientizar o mundo sobre a importância da sanidade das plantas, para acabar com a fome, reduzir a pobreza, proteger o meio ambiente e fomentar o desenvolvimento econômico. Em Santa Catarina a sanidade vegetal está diante de um momento ímpar, mas para isso precisa superar três desafios: 1)Definir prioridades dentre um amplo universo de organismos que podem representar impactos econômicos para a agricultura catarinense. 2)Implementar medidas fitossanitárias frente a importância do cenário agrícola e as milhares de famílias envolvidas. 3)Consolidar a Lei Estadual nº 12.825, de 12 de dezembro de 2019 como importante marco regulatório. Tendo a oportunidade de consolidar um serviço de sanidade vegetal robusto, alicerçado num marco regulatório moderno, proporcionando benefícios diretos às cadeias produtivas e a toda a sociedade catarinense. 


Biografia do Autor

Fabiane Dos Santos, Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc)

Possui graduação em Agronomia pela Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC (2005), especialização em Proteção de Plantas pela Universidade Federal de Viçosa - UFV (2012), mestrado em Recursos Genéticos Vegetais pela Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC (2015). Engenheira agrônoma da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina. Atuando em Defesa Sanitária Vegetal, nos seguintes programas: Taxonomia de espécies do gênero Helicoverpa (Lepidoptera: Noctuidae) e moscas-das-frutas (Diptera: Tephritidae), monitoramento de pragas quarentenárias e de importância econômica dos principais cultivos agrícolas do Estado de SC, certificação fitossanitária e educação sanitária. Atualmente é Gestora da Divisão de Defesa Sanitária Vegetal da Cidasc

Alexandre Mees, Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc)

Possui graduação em Agronomia pela Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC (2006) , curso-tecnico-profissionalizante em Técnico em Agropecuária pela Escola Agrotécnica Federal de Rio do Sul (2001). Especialista em agronegócio pela Unicesumar. Engenheiro agrônomo da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina. Gestor da Divisão de Defesa Sanitária Vegetal (2016-2018). Atualmente é Gestor do Departamenteo Estadual de Defesa Sanitária Vegetal.  

Ricardo Miotto Ternus, SECRETARIA DE ESTADO DA AGRICULTURA, DA PESCA E DO DESENVOLVIMENTO RURAL

Engenheiro Agrônomo, formado pela Universidade Federal de Santa Catarina (2004), mestre e doutor em Ciência e Tecnologia de sementes pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Atualmente é Secretário Adjunto de Estado da Agricultura da Pesca e do Desenvolvimento Rural de Santa Catarina. Atuou na gestão do Departamento Estadual de Sanidade Vegetal, na Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (CIDASC) nas áreas de controle da qualidade dos insumos agrícolas, com ênfase no controle externo de qualidade de sementes, agrotóxicos e na sanidade vegetal. É professor do curso de agronomia do Centro Universitário Barriga Verde (UNIBAVE) nas disciplinas de plantas de lavoura e tecnologia de produção de sementes. Possui experiência nas áreas da tecnologia de produção de sementes, defesa agropecuária, fiscalização de insumos agrícolas, manejo de pastagens e produção de leite e carne à base de pasto.

Downloads

Publicado

2020-09-01

Como Citar

Dos Santos, F., Mees, A., & Miotto Ternus, R. (2020). Sanidade vegetal: desafios e oportunidades para o agro de Santa Catarina. Revista Agropecuária Catarinense, 33(2), 5-6. Recuperado de https://publicacoes.epagri.sc.gov.br/RAC/article/view/925

Edição

Seção

Opinião