Eficiência de inseticidas no controle do tripes do alho, Thrips tabaci Lindeman

Autores

DOI:

https://doi.org/10.52945/rac.v35i1.1333

Palavras-chave:

Insecta, Thysanoptera, Controle químico, Allium sativum

Resumo

A eficiência de sete inseticidas (beta-ciflutrina, deltametrina, cloridrato de formetanato, espinetoram, clorfenapir, imidacloprido e acetamiprido + etofenproxi) recomendados para o controle do tripes do alho (Thrips tabaci) foi avaliada em um estudo de campo conduzido em duas safras consecutivas no município de Caçador-SC. Foram realizadas duas aplicações dos inseticidas e as avaliações foram realizadas aos 3 e 7 dias após cada aplicação. A maior redução na população de tripes foi observada nos tratamentos com espinetoram e cloridrato de formetanato seguidos por imidacloprido. Já os inseticidas beta-ciflutrina, deltametrina, clorfenapir e acetamiprido + etofenproxi foram menos efetivos no controle dos tripes nas condições avaliadas. Os inseticidas espinetoram e cloridrato de formetanato foram os inseticidas mais eficientes para o controle de T. tabaci na cultura do alho em Santa Catarina.

Biografia do Autor

Juracy Caldeira Lins Junior, Epagri/ Estação Experimental de Caçador

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (2007), mestrado (2010) e doutorado (2014) em Entomologia pela Universidade Federal de Lavras. Atualmente é pesquisador na Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina e professor na Universidade Alto Vale do Rio do Peixe. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Entomologia Agrícola.

Leandro Delalibera Geremias, Epagri - Estação Experimental de Ituporanga

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal Rural do Semi-árido (2006), mestrado em Entomologia Agrícola (2009) e doutorado em Entomologia (2013).  Possui experiência em biologia de insetos, controle biológico com parasitoides, manejo integrado de pragas e manejo de pragas de olerícolas. Atualmente é Pesquisador em Entomologia na EPAGRI, Estação Experimental de Ituporanga.

Janaína Pereira dos Santos, Epagri - Estação Experimental de Caçador

Possui graduação em Agronomia pela Universidade do Estado de Santa Catarina (2001), mestrado (2005) e doutorado (2013) em Fitotecnia/Entomologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Desde 2004 atua como pesquisadora na Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina, Estação Experimental de Caçador. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Entomologia Agrícola.

Leandro Hahn, Epagri - Estação Experimental de Caçador

Pesquisador na Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina, Estação Experimental Caçador. Doutor em Ciência do Solo pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2013). Mestre em Agroecossistemas (2004) e Engenheiro Agrônomo (2002) pela Universidade Federal de Santa Catarina. Professor da Universidade Alto Vale do Rio do Peixe. Tem experiência nas áreas de Fertilidade do Solo, Nutrição Mineral de Plantas, Biologia do Solo, Microbiologia Agrícola e do Ambiente.

Guilherme Mallmann, Epagri - Estação Experimental de Caçador

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (2002), mestrado (2005) e doutorado (2009) em Agronomia (Fitopatologia) pela Universidade de Passo Fundo. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Fitossanidade, atuando principalmente no seguinte tema: Fitopatologia. Atualmente é pesquisador da Epagri na área de Fitopatologia, com ênfase em modelos de alerta e previsão de doenças em hortifruticultura.

Referências

ABBOTT, W.S. A method of computing the effectiveness of an insecticide. Journal of Economic Entomology, v. 18, n. 1, p. 265-267, 1925.

AIZAWA, M.; WATANABE, T.; KUMANO, A.; MIYATAKE, T.; SONODA, S. Cypermethrin resistance and reproductive types in onion thrips, Thrips tabaci (Thysanoptera: Thripidae). Journal of Pesticide Science, v. 41, n 4, p. 167–170, 2016.

BABAR, T.K.; KARAR.; HASNAIN, M.; SALEEM, M.; ALI, A.; AHMED, A. Comparative efficacy of conventional vc chemistry insecticides against onion thrips (Thrips tabaci L.). Pakistan Entomologist, v. 36, n. 2, p. 149-154, 2014.

CQFS-RS/SC. Manual de adubação e calagem para os Estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2016.

EPAGRI. Síntese anual da agricultura de Santa Catarina. Florianópolis: Epagri/CEPA, 2021. Disponível em: https://docweb.epagri.sc.gov.br/website_cepa/publicacoes/Sintese_2019_20.pdf. Acesso em: 17 ago 2021.

FOSTER, S.P.; GORMAN, K.; DENHOLM, I. English field samples of Thrips tabaci show strong and ubiquitous resistance to deltamethrin. Pest Management Science, v. 66, p. 861–864, 2010.

GEREMIAS, L.D.; GONÇALVES, P.A.S.; RESENDE, R.S. Avaliação de inseticidas para o controle de Thrips tabaci (Lindeman, 1889) (Thysanoptera: Thripidae) em campo, na cultura da cebola. Entomological Communications, v. 1, p. ec01011, 2019. DOI: https://doi.org/10.37486/2675-1305.ec01011.

GILL, H.K.; GARG, H.; GILL, A.K.; GILLETT-KAUFMAN, J.L.; NAULT, B.A. Onion thrips (Thysanoptera: Thripidae) biology, ecology, and management in onion production systems. Journal of Integrated Pest Management, v. 6, n. 1, p. 1-9, 2015.

GUEDES, A.C.; PAGLIARIN, R.C.; LINK, D. Avaliação de inseticidas para o controle de tripes (Thrips tabaci Lindeman) na cultura do alho. Revista Centro de Ciências Rurais, v. 12, n. 4, p. 261-269, 1982.

HERRON, G.; JAMES, T.M.; ROPHAIL, J.; MO, J. Australian population of onion thrips, Thrips tabaci Lindeman (Thysanoptera: Thripidae), are resistant to some insecticides used for their control. Australian Journal of Entomology, v. 47, p. 361–364, 2008.

KALOLA, N.A.; PATEL, N.V.; BAHDANI, D.J. Efficacy of different insecticides on garlic thrips. Journal of Entomology and Zoology Studies, v. 5, n. 6, p. 1505-1509, 2017.

KHALIQ, A.; KHAN, A.A.; AFZAL, M.; TAHIR, H.M.; RAZA, A.M.; KHAN, A.M. Field evaluation of selected botanicals and commercial synthetic insecticides against Thrips tabaci Lindeman (Thysanoptera: Thripidae) populations and predators in onion field plots. Crop Protection, v. 62, p. 10-15, 2014.

MACINTYRE-ALLEN, J.K.; SCOTT-DUPREE, D.C.; TOLMAN, J.H.; HARRIS, C.R. Resistance of Thrips tabaci to pyrethroid and organophosphorus insecticides in Ontario, Canada. Pest Management Science, v. 61, p.809–815, 2005.

MARTIN, N.A.; WORKMAN, P.J.; BUTLER, R.C. Insecticide resistance in onion thrips (Thrips tabaci) (Thysanoptera: Thripidae). New Zealand Journal of Crop and Horticultural Science, v. 31, p. 99–106, 2003.

MOREIRA, A.N.; HAJI, F.N.P.; COSTA N.D.; CARVALHO, J.F.; OLIVEIRA, J.V.; HAJI, A.T.; LIMA, M.P.L. Avaliação de produtos no controle de tripes na cultura da cebola. Pesticidas: Revista de Ecotoxicologia e Meio Ambiente, v. 12, p. 79-86, 2002.

MOURA, A.P.; GUIMARÃES, J.A.; FERNANDES, F.R.; MICHEREFF FILHO, M. Recomendações técnicas para o manejo integrado de pragas da cultura do alho. Circular técnica 118, Brasília: EMPRAPA, 2013.

NAULT, B.A.; SHELTON, A.M. Impact of insecticide efficacy on developing action thresholds for pest management: a case study of onion thrips (Thysanoptera: Thripidae) on onion. Journal of Economic Entomology, v. 103, n. 4, p. 1315-1326, 2010.

NAZEMI, A.; KHAJEHALI, J.; VAN LEEUWEN, T. Incidence and characterization of resistance to pyrethroid and organophosphorus insecticides in Thrips tabaci (Thysanoptera: Thripidae) in onion fields in Isfahan, Iran. Pesticide Biochemistry and Physiology, v. 29, p. 28-35, 2016.

R CORE TEAM. R: A language and environment for statistical computing. R Foundation for Statistical Computing, Vienna, Austria. URL https://www.R-project.org/, 2021.

SHELTON, A.M.; NAULT, B.A.; PLATE, J.; ZHAO, J.Z. Regional and temporal variation in susceptibility to lambda-cyhalothrin in onion thrips in onion fields in New York. Journal of Economic Entomology, v. 96, p. 1843-1848, 2006.

SHWETA, S.H.; GANGADHAR, J.B.; GOPALI, J.B.; BASAVARAJAPPA, M.P.; HADIMANI, H.P. Bio-efficacy of synthetic insecticides against onion thrips, Thrips tabaci Lindeman (Thysanoptera: Thripidae). Journal of Entomology and Zoology Studies, v. 7, n. 2, p. 38-42, 2019.

SILVA, A.L.; SILVA, N.F.; PIRES, L.L; FERREIRA, H.J.; BRAZ, V.C.; SANTOS, L.P. Eficiência agronômica de inseticidas no controle do Thrips tabaci Lind., 1888 (Thysanoptera, Thripidae) na cultura do alho. Pesquisa Agropecuária Tropical, v. 33, n. 1, p. 39-42, 2003.

SILVA, N.F.; SILVA, A.L.; OLIVEIRA, J.P.; SILVA, R.M.; PALHARES, D.M. Controle químico do Thrips tabaci (Lind. 1888) na cultura do alho (Allium sativum L.) em Goiás. Anais das Escolas de Agronomia e Veterinária, v. 23, n. 1, p. 13-18, 1993.

VILLAS BÔAS, G.L.; CASTELO BRANCO, M.; MENEZES SOBRINHO, M.J.A.; FRANÇA, F.H. Nível de danos de tripes em alho cultivado no Distrito Federal e região geoeconômica. Horticultura Brasileira, v. 13, n. 1, 22-27, 1995.

Downloads

Publicado

2022-04-19

Como Citar

Lins Junior, J. C., Delalibera Geremias, L., Pereira dos Santos, J., Hahn, L., & Mallmann, G. (2022). Eficiência de inseticidas no controle do tripes do alho, Thrips tabaci Lindeman. Agropecuária Catarinense, 35(1), 49-53. https://doi.org/10.52945/rac.v35i1.1333

Edição

Seção

Artigo Científico