Incidência de podridões do colmo e de grãos ardidos em cultivares de milho

Autores

  • João Américo Wordell Epagri/ Cepaf
  • Ricardo Trezzi Casa Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc)
  • Paulo Roberto Kuhnem Junior Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc)

Palavras-chave:

Doenças, milho, podridão

Resumo

As podridões da base do colmo (PBC) e grãos ardidos (GA) ocorrem com frequência nas lavouras de milho, causando
prejuízos aos produtores. O objetivo deste trabalho foi avaliar a incidência de PBC e GA em seis cultivares de milho de ciclo precoce
e verificar as espécies fúngicas associadas. O experimento foi conduzido no ano agrícola 2007-08, em área de monocultura e
sob semeadura direta com cobertura morta de centeio. O delineamento experimental foi de blocos casualizados, distribuído
no esquema fatorial 6 x 2 (seis cultivares de milho x duas épocas de semeadura), com quatro repetições. Os tratamentos foram:
S1 (P30F53); S2 (AGN 30A09); S3 (CD 308); S4 (DKB 240); S5 (variedade de polinização aberta SCS154 Fortuna) e S6 (variedade
de polinização aberta SCS155 Catarina). Os tratamentos apresentaram comportamento diferenciado quanto à incidência de
PBC e GA. Nos tratamentos S1 e S4 ocorreu maior incidência de PBC e em S1 e S6 ocorreu maior percentagem de GA. Os
fungos Stenocarpella maydis e Fusarium verticillioides destacaram-se entre os patógenos causadores de PCB, enquanto nos
GAs houve predominância de F. verticillioides.

Downloads

Publicado

2020-04-28

Como Citar

Wordell, J. A., Casa, R. T., & Kuhnem Junior, P. R. (2020). Incidência de podridões do colmo e de grãos ardidos em cultivares de milho. Agropecuária Catarinense, 24(3), 69-74. Recuperado de https://publicacoes.epagri.sc.gov.br/rac/article/view/704

Edição

Seção

Artigo Científico