Uso de feromônio sexual sintético para o monitoramento da traça-do-tomateiro Tuta absoluta no Planalto Norte Catarinense

Autores

  • Alvimar Bavaresco Epagri/Estação Experimental de Canoinhas
  • André Nunes Loula Torres Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia – Adab
  • Geraldo Pilati Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina

Palavras-chave:

Insecta, ecologia, população, controle, tomate.

Resumo

A flutuação populacional de adultos da traça-do-tomateiro Tuta absoluta (Lepidoptera: Gelechiidae) foi avaliada utilizando feromônio sexual, no período de outubro de 2002 a setembro de 2003, no Planalto Norte Catarinense, abrangendo as safras de agosto a janeiro e de fevereiro a julho, em tomateiro cultivado em ambiente protegido e a céu aberto. A população de adultos apresentou comportamento variável entre as áreas avaliadas, havendo diferenças no número de insetos capturados por semana e no momento da ocorrência dos incrementos populacionais, não sendo possível caracterizar sincronismo entre picos populacionais definidos. O monitoramento por meio do feromônio sexual se mostrou adequado para identificar o momento de ocorrência dos incrementos populacionais da traça-do-tomateiro e tem potencial para ser utilizado para definir limites de controle de pragas.

Downloads

Publicado

2021-06-23

Como Citar

Bavaresco, A., Torres, A. N. L. ., & Pilati, G. . (2021). Uso de feromônio sexual sintético para o monitoramento da traça-do-tomateiro Tuta absoluta no Planalto Norte Catarinense. Agropecuária Catarinense, 18(2), 83-86. Recuperado de https://publicacoes.epagri.sc.gov.br/rac/article/view/972

Edição

Seção

Nota Científica

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.