Duração das fases de cultivo da variedade Empasc 352 - Bola Precoce em clima subtropical de Ituporanga, Santa Catarina

Autores

  • Hamilton Justino Vieira Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina https://orcid.org/0000-0002-0112-1942
  • Francisco Olmar Gervini Menezes Junior Epagri/ Estação experimental de Ituporanga
  • Everton Blainski Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina
  • Joelma Miszinski Epagri/ Ciram
  • João Vieira Neto Epagri/ Estação experimental de Ituporanga

Palavras-chave:

Allium cepa, épocas de semeadura, fenologia

Resumo

O objetivo do trabalho foi estudar o comportamento fenológico do cultivar de cebola Empasc 352 – Bola Precoce quando submetido às diferentes condições climáticas e fotoperiódicas em condições de clima subtropical de Santa Catarina, SC, Brazil. Os tratamentos consistiram de 10 épocas de semeaduras, distanciadas em uma semana, repetidas no período 15/03 à 17/05 em quatro anos. Os resultados revelam que a relação entre as datas de semeadura e a duração em dias até o transplante não é linear, podendo ser representada por um polinômio de segundo grau, onde as últimas datas de semeaduras apresentam um significativo aumento na duração semeadura-transplante. À medida em que as épocas de semeaduras foram postergadas ocorreu uma diminuição do período entre transplante-colheita. A relação entre a duração da fase semeadura-transplante e transplante-colheita foi inversa, ou seja, maiores durações da fase semeadura-transplante menores as fases de transplante-colheita. A data de semeadura foi o principal responsável pela variação da duração do ciclo da cebola. Para cada dois dias de avanço na data de semeadura ocorreu uma postergação na data de transplante em três dias.

Biografia do Autor

Hamilton Justino Vieira, Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina

Centro de Informações de Recursos Naturais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina. Agrometeorologia. CIRAM

Francisco Olmar Gervini Menezes Junior, Epagri/ Estação experimental de Ituporanga

Estação Experimental de Pesquisa de Ituporanga - Epagri

Everton Blainski, Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina

Centro de Informações de Recursos Naturais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina. Agrometeorologia. CIRAM

Joelma Miszinski, Epagri/ Ciram

Centro de Informações de Recursos Naturais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina. Agrometeorologia. CIRAM

João Vieira Neto, Epagri/ Estação experimental de Ituporanga

Estação Experimental de Pesquisa de Ituporanga - Epagri

Referências

BETTONI, M. M.; MÓGOR, À., F.; DECHAMPS, C.; DA SILVA, V. C. P. ³; MARIANE DANIELE SASS, M., D.; FABBRIN, E. G. S. Crescimento e produção de sete cultivares de cebola em sistema orgânico em plantio fora de época Semeadura: Ciências Agrarias, Londrina, v.34, n.5, p.2139-2152, Set/out. 2013.

CARLINE, J. V. G.; TAVARES, A. T.; FREITAS, J. A.; MILHOMENS, K. K. B.; NASCIMENTO, I. R. Épocas de cultivo de cebola no Centro Sul do estado do Tocantins. Brazilian Journal of Applied Technology for Agricultural Science, Guarapuava-PR, v.10, n.2, p.33-42, 2017. Print-ISSN 1983-6325 (On line) e ISSN 1984-7548 (DOI): 10.5935/PAeT.v10n.2.3. Acesso em maio de 2020

CQFS – RS/SC - COMISSÃO DE QUÍMICA E FERTILIDADE DO SOLO RS/SC - CQFS-RS/SC. Manual de adubação e de calagem para o Estado do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Porto Alegre: UFRGS, 2004. 400p.

EPAGRI/CEPA. Cebola. in: Efeitos socioeconômicos da estiagem e da pandemia do novo coronavírus sobre a produção agropecuária de Santa Catarina. Maio/2020. Florianópolis, 2020, p.35. (Epagri. Documentos, 310). Estiagem, Corona vírus, agricultura. 42p. ISSN: 0100-8986. Acesso em: maio de 2020.

EPAGRI. Sistema de produção para a cebola - In: Sistemas de Produção n.46, 106p. Epagri: Florianópolis. 2013.

LISBÃO, R. S.; FORNASIER, J. B.; IGUE, T; CURY, A. P. Avaliação de Cultivares de

Cebola em Diferentes Épocas de Semeadura em Monte Alegre do Sul. Bragantia, Campinans, v. 44, n.1, p.441-450, 1985. DOI: https://doi.org/10.1590/S0006-87051985000100041.

LORINI, I.; DEZORDI, J. Flutuação populacional de Thrips tabaci (Lindeman, 1888) (Thysanoptera - Thripidae) na cultura da cebola. Anais da Sociedade Entomológica do Brasil, v.19, n.2, p.361-365, 1990.

SIRTOLI, M. F.; FURLAN, L.; RODRIGUES, J. D. Avaliação de cultivares de cebola para conserva em diferentes épocas de semeadura em Marechal Cândido Rondon – PR. Scientia Agraria Paranaensis v.9, n.1, p.5 – 14, 2010. DOI: https://doi.org/10.18188/sap.v9i1.4267. Acesso em abril 2020.

Downloads

Publicado

2021-04-29

Como Citar

Vieira, H. J., Junior, F. O. G. M., Blainski, E., Miszinski, J., & Neto, J. V. (2021). Duração das fases de cultivo da variedade Empasc 352 - Bola Precoce em clima subtropical de Ituporanga, Santa Catarina. Agropecuária Catarinense, 34(1), 67-71. Recuperado de https://publicacoes.epagri.sc.gov.br/RAC/article/view/1039

Edição

Seção

Artigo Científico