Avanços na cadeia produtiva do pescado no Oeste Catarinense

Autores

  • Ângelo Paggi Matos Universidade Federal de Santa Catarina http://orcid.org/0000-0002-6600-2290
  • Anastácio Castelo Matos Epagri/Unidade Regional de Concórdia SC, R. Romano Anselmo Fontana 339, fone (49) 3482 6131

Palavras-chave:

Pescado de água doce, agricultura familiar, cooperativismo

Resumo

A região oeste de Santa Catarina se destaca na agricultura, pecuária e piscicultura principalmente voltado ao pequeno produtor que está inserido na agricultura familiar. Em virtude do desenvolvimento desta região com a agroindústria, milhares de agricultores rurais de pequeno porte criam peixes em um modelo de piscicultura sustentável integrada com suínos, com o intuito de produzir carne com alto valor proteico. Carpas e tilápias são as principais espécies comercializadas no oeste catarinense. Além disso, esta região conta ainda, com cooperativas e frigoríficos especializados em beneficiamento de peixes de água doce, geralmente com inspeção municipal ou estadual. As cooperativas, por exemplo, que muitas vezes apresentam um perfil de agroindústria familiar tem possibilitado a seus associados obter uma margem de lucro bastante representativa. Um exemplo disso é a cooperativa de beneficiamento de peixes denominada Pescado Pinhal LTDA ME – Entreposto de Pescado, no modelo de agroindústria familiar de pescado com inscrição estadual, e sede em Linha Pinhal s/n, Concórdia, SC, contando com 23 associados. Compreende uma área de 81,2 m2 de área construída, com condições de produção e processamento de peixes de 224.000 kg de tilápias, 28.000 kg de carpas (comum, prateada, cabeça-grande e capim) no ano de 2017, sendo os principais comércios voltados aos supermercados (filés de tilápias), hotéis, panificadoras, restaurantes e as feiras-livres, principalmente antes e durante a semana santa.

Biografia do Autor

Ângelo Paggi Matos, Universidade Federal de Santa Catarina

Departamento de Ciência e Tecnologia de Alimentos (CCA/UFSC)

Laboratório de Biotecnologia de Alimentos (BIOTEC) e Núcleo de Microscopia de Alimentos (NUMIC)

Downloads

Publicado

2018-10-03

Como Citar

Matos, Ângelo P., & Matos, A. C. (2018). Avanços na cadeia produtiva do pescado no Oeste Catarinense. Agropecuária Catarinense, 31(3), 14-16. Recuperado de https://publicacoes.epagri.sc.gov.br/RAC/article/view/329

Edição

Seção

Conjuntura