Adubação fosfatada e potássica da cebola em área com resíduos da adubação do tomateiro

Autores

  • Anderson Fernando Wamser Epagri/Estação Experimental de Caçador
  • Atsuo Suzuki Epagri/Estação Experimental de Caçador
  • Siegfried Mueller Epagri/Estação Experimental de Caçador
  • Marcio de Medeiros Gonçalves Gonçalves Epagri/Estação Experimental de Caçador
  • Janice Valmorbida Epagri/Estação Experimental de Caçador
  • Walter Ferreira Becker Epagri/Estação Experimental de Caçador

Palavras-chave:

Allium cepa L., adubação residual, nutrição de plantas

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar a resposta da cultura da cebola à adubação fosfatada e potássica em áreas com resíduos da adubação do tomateiro. Foram conduzidos dois experimentos na safra 2009, em área de plantio direto e em plantio convencional de hortaliças. O delineamento experimental foi o de blocos completos ao acaso, com cinco repetições e quatro tratamentos (zero, 50%, 100% e 150% da dose de P e de K recomendada para a cultura da cebola). As quantidades recomendadas foram 120kg/ha de P2O5 e 90kg/ha de K2O. As variáveis analisadas foram produtividade e massa média de bulbos comerciais. A produtividade comercial de cebola não foi alterada pelas doses de P e K, com exceção da produtividade de bulbos da classe 4, que apresentaram os maiores valores a partir da dose correspondente a 50% da recomendada.

Downloads

Publicado

2020-04-28

Como Citar

Wamser, A. F., Suzuki, A., Mueller, S., Gonçalves, M. de M. G., Valmorbida, J., & Becker, W. F. (2020). Adubação fosfatada e potássica da cebola em área com resíduos da adubação do tomateiro. Agropecuária Catarinense, 24(3), 86-88. Recuperado de https://publicacoes.epagri.sc.gov.br/rac/article/view/707

Edição

Seção

Nota Científica