Evolução do consumo hídrico do morangueiro em cultivo com substrato

Autores

  • Anderson Fernando Wamser Epagri/Estação Experimental de Caçador https://orcid.org/0000-0002-3604-2179
  • Janice Valmorbida Epagri/Estação Experimental de Caçador

DOI:

https://doi.org/10.52945/rac.v35i2.1448

Palavras-chave:

Fragaria x ananassa Duch., substrato, drenagem, fertirrigação, solução nutritiva

Resumo

O objetivo do presente trabalho foi avaliar a evolução do consumo hídrico do morangueiro cv. Albion no primeiro ciclo cultivado em três substratos comerciais. O experimento foi conduzido em Caçador, SC, em ambiente protegido. Os tratamentos consistiram em três substratos comercias com quatro repetições. Foram avaliados o consumo hídrico diário das plantas de morangueiro por meio da subtração do volume diário de solução nutritiva aplicada e o volume diário de solução nutritiva drenada. A eficiência do uso da água foi obtida pela relação entre a produção de frutas e o consumo hídrico total durante o ciclo de cultivo. O maior consumo hídrico total foi obtido com dois substratos testados, com um consumo médio, durante a plena colheita de frutas, de 267,7 e 259,6mL planta-1 dia-1. O consumo hídrico diário durante o período de colheita não é constante, devido à inconstância das condições climáticas, típica da região de Caçador. Este fato dificulta o uso de frequência e tempos de irrigação fixos, acarretando muitas vezes em irrigações excessivas ou deficitárias.

Biografia do Autor

Anderson Fernando Wamser, Epagri/Estação Experimental de Caçador

Possui graduação em Agronomia pela Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC (1999), mestrado em Fitotecnia/Plantas de Lavoura/Fisiologia e Manejo pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS (2002) e doutorado em Agronomia (Produção Vegetal) pela Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho" - UNESP (2014) com período sanduíche na Universidad de Almería - UAL, Espanha. Atualmente é pesquisador em ciências agrárias da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina - EPAGRI e professor no curso de Agronomia da Universidade do Alto Vale do Rio do Peixe - UNIARP.

Janice Valmorbida, Epagri/Estação Experimental de Caçador

Possui graduação em Agronomia pela Universidade do Estado de Santa Catarina (2001), mestrado em Agronomia (Horticultura) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2003) e doutorado em Agronomia (Horticultura) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2007). Atualmente é pesquisadora da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina , atuando principalmente em Olericultura, com pesquisas direcionadas à produção Integrada de Tomate e cultivo de morango em sistema semi-hidropônico .

Referências

CASTELLANE, P.D.; ARAUJO, J.A.C. Cultivo sem solo: hidroponia. Jaboticabal: FUNEP, 1994. 43p.

MARCHI, T.; FERRI, D.J.; SCHOLZ, C.M.; SOCCOL, J.J. Levantamento da produção de morangos no Oeste catarinense. Agropecuária Catarinense, Florianópolis, v.33, n.3, p.33-36, 2020. DOI: https://doi.org/10.52945/rac.v33i3.553

MENEZES JÚNIOR, F.O.G.; VIEIRA NETO, J.; RESENDE, R.S. Produção de cultivares de morangueiro em sistema semi-hidropônico sob diferentes substratos e densidades populacionais. Revista Thema, Pelotas, v.15, n.1, p.79-92, 2018.

SANJUÁN, M.C.S.; URRESTARAZU, M. Métodos de riego y fertirrigatión en cultivo sin suelo. In: URRESTARAZU, M. (Ed.). Tratado de cultivo sin suelo. Madri: Mundi-Prensa, 2004, p.161-237.

WAMSER, A.F. Sem solo. Cultivar HF, Pelotas, v.14, n.101, p.17-19, 2017.

Downloads

Publicado

2022-08-31

Como Citar

Wamser, A. F., & Valmorbida, J. (2022). Evolução do consumo hídrico do morangueiro em cultivo com substrato. Agropecuária Catarinense, 35(2), 24-26. https://doi.org/10.52945/rac.v35i2.1448

Edição

Seção

Nota Científica