Estudo da mesofauna edáfica em diferentes sistemas manejo do solo e fontes de nutrientes

Autores

  • Carla Maria Pandolfo UFSM, Epagri/Estação Experimental de Campos Novos
  • Carlos Alberto Ceretta Departamento de Solos/CCR/UFSM
  • Milton da Veiga Epagri/Estação Experimental de Campos Novos
  • Eduardo Girotto UFSM

Palavras-chave:

esterco, plantio direto, plantio convencional, fauna do solo.

Resumo

As práticas agrícolas afetam a fauna edáfica, que exerce importantes funções no solo como a incorporação e a degradação dos resíduos. O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência, a médio prazo, de sistemas de manejo do solo e fontes de nutrientes na abundância e diversidade da mesofauna edáfica. A avaliação
foi realizada em um experimento na Epagri/Estação Experimental de Campos Novos, SC, após nove anos de condução, cujos tratamentos amostrados foram combinações de cinco sistemas de manejo do solo (plantio direto,
preparo reduzido, preparo convencional, preparo convencional com palha queimada e preparo convencional com palha removida) com quatro fontes de nutrientes (esterco de aves, esterco líquido de bovinos, esterco líquido de
suínos, fertilizante mineral) e uma testemunha (sem aplicação de nutrientes). Os sistemas de manejo do solo que mantêm a palha (na superfície, semi-incorporada e incorporada) aumentaram o número de organismos da
mesofauna pela disponibilidade de alimento, porém não afetaram a diversidade do solo. Os resultados obtidos não permitiram diferenciar as fontes de nutrientes quanto a sua influência na mesofauna do solo.

Downloads

Publicado

2021-06-23

Como Citar

Pandolfo, C. M., Ceretta, C. A., da Veiga, M., & Girotto, E. . (2021). Estudo da mesofauna edáfica em diferentes sistemas manejo do solo e fontes de nutrientes. Agropecuária Catarinense, 18(2), 63-67. Recuperado de https://publicacoes.epagri.sc.gov.br/rac/article/view/968

Edição

Seção

Artigo Científico