Produção de material vegetativo de ameixa (Prunus salicina) livre da escaldadura das folhas (Xylella fastidiosa

Autores

  • Marco Antonio Dalbó Epagri/Estação Experimental de Videira
  • Robson Leandro Hoffman Unoesc
  • Daiane Melo Unoesc
  • Liziane Kadine Antunes de Moraes UFSC/CCA

Palavras-chave:

escaldadura, ameixa, DNA, PCR, propagação de plantas.

Resumo

A escaldadura-das-folhas, causada pela bactéria Xylella fastidiosa, é a principal doença da ameixeira (Prunus salicina) no Brasil. A utilização de material contaminado tem causado a diminuição da vida útil dos
pomares e a disseminação da bactéria nas regiões produtoras. A Epagri/Estação Experimental de Videira iniciou um programa de obtenção e produção de material vegetativo livre de Xylella fastidiosa que consiste em um
sistema de limpeza pela adição de antibióticos via raiz, em mudas cultivadas em vasos contendo areia e solução nutritiva, seguida de minienxertia dos ápices vegetativos em plântulas de pessegueiro. Foram testados métodos
de extração de DNA e iniciadores específicos de Xylella fastidiosa para a detecção da presença desta bactéria em material vegetal via PCR (Reação em Cadeia da Polimerase). As plantas livres da bactéria foram mantidas em
condições de telado para evitar a recontaminação por insetos vetores e monitoradas continuamente para verificar a sanidade. Após quatro anos de implantação do sistema, as matrizes ainda se mantêm isentas da bactéria.

Downloads

Publicado

2021-06-23

Como Citar

Dalbó, M. A., Hoffman, R. L. ., Melo, D. ., & de Moraes, L. K. A. . (2021). Produção de material vegetativo de ameixa (Prunus salicina) livre da escaldadura das folhas (Xylella fastidiosa. Agropecuária Catarinense, 18(3), 98-102. Recuperado de https://publicacoes.epagri.sc.gov.br/rac/article/view/989

Edição

Seção

Nota Científica