Escore de locomoção e condição corporal apresentam baixa contribuição relativa para a ocorrência de lesões podais em vacas leiteiras

Autores

  • Gabriela Bueno Luz Universidade Federal de Pelotas https://orcid.org/0000-0002-3334-4657
  • Antonio Amaral Barbosa Universidade Federal de Pelotas
  • Ivan Ricardo Carvalho UNIJUI
  • Cassio Cassal Brauner Universidade Federal de Pelotas
  • Eduardo Gularte Xavier Universidade Federal de Pelotas
  • Eduardo Schmitt Universidade Federal de Pelotas
  • Francisco Del Pino Universidade Federal de Pelotas https://orcid.org/0000-0002-5142-5215
  • Josiane de Oliveira Feijó Universidade Federal de Pelotas
  • Viviane Rohrig Rabassa Universidade Federal de Pelotas https://orcid.org/0000-0002-0088-0605
  • Marcio Nunes Corrêa Universidade Federal de Pelotas https://orcid.org/0000-0003-0855-2750

DOI:

https://doi.org/10.52945/rac.v35i1.1154

Palavras-chave:

claudicação, vacas leiteiras, casco

Resumo

O objetivo foi avaliar a ocorrência, distribuição de lesões podais e escore de condição corporal, para então definir quais lesões são determinantes para a manifestação do escore de locomoção em vacas leiteiras. Uma base de dados de 482 vacas da raça Holandês foi avaliado, utilizando informações de escore de condição corporal (ECC), escore de locomoção (EL) e animais com lesões podais. A lesão de maior ocorrência foi hemorragia de sola (74%), seguido por unha em saca-rolha (11%). A maior proporção de vacas com EL 1, apresentou ECC entre 3 e 4, em contraste, no EL 2 e 3, a maioria dos animais encontrava-se com escore 2.5 e 3.5. A correlação linear indicou que EL 0 é inversamente associado com lesões de hemorragia de sola (r = -0.19) e hemorragia de sola e dermatite digital (r= -0.26). Vacas com EL 1 relacionaram-se inversamente apenas com hemorragia de sola e dermatite digital (r = 0.14). Independentemente da categorização entre claudicantes e saudáveis, a maioria dos animais apresentou ECC 3.0 e 3.5. No entanto, com base nos animais avaliados neste sistema o escore de locomoção e de condição corporal apresentaram baixa contribuição relativa para a ocorrência de afecções podais.

Biografia do Autor

Gabriela Bueno Luz , Universidade Federal de Pelotas

Possui graduação em Medicina Veterinária pela UFPel (2016), mestrado pelo Programa de Pós-graduação em Zootecnia (2018) e Doutorado pelo Programa de Pós-graduação em Biotecnologia (2022) da mesma universidade. Atualmente é Coordenadora do Curso de Medicina Veterinária na Faculdade IDEAU de Passo Fundo e docente do curso. É integrante do NUPEEC, atuando nas linhas de pesquisa do grupo, com foco no metabolismo animal. Tem experiência e desenvolve trabalhos nas áreas de clínica, reprodução, cirurgia de ruminantes e gestão de propriedades rurais.

Antonio Amaral Barbosa , Universidade Federal de Pelotas

Possui graduação em Medicina Veterinária pela UFPel (2012), mestrado pelo Programa de Pós-graduação em Zootecnia (2015) e Doutorado pelo Programa de Pós Graduação em Veterinária (2019). Atualmente é Pós Doutor pelo mesmo Programa de Pós-graduação É integrante do NUPEEC, atuando nas linhas de pesquisa do grupo, com foco em metabolismo animal.

Ivan Ricardo Carvalho, UNIJUI

Engenheiro Agrônomo (2014) e Mestre em Agronomia pela UFSM (2015). Especialista em Ciência e Tecnologia de Sementes pela (2018), Doutor em Agronomia pelo Programa de Pós Graduação em Agronomia da UFPel (2018) e Pós Doutor em Ciência e Tecnologia de Sementes/Plantas de Lavoura (2018/2019) através da UFPel. Atualmente é Professor de Agronomia e Medicina Veterinária, Coordenador do Programa de Melhoramento Genético na UNIJUÍ - (Linha de Pesquisa Grãos) e Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação em Sistemas Ambientais e Sustentabilidade.

Cassio Cassal Brauner , Universidade Federal de Pelotas

Professor Associado do Departamento de Zootecnia da Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel (FAEM) da UFPel. Atualmente é Coordenador Adjunto do Programa de Pós-Graduação em Zootecnia - FAEM - UFPel. Possui graduação em Medicina Veterinária (2004), Mestrado (2007) e Doutorado (2011) em Zootecnia pela UFPel. Especialista em Bovinos de Corte pela American Registry of Professional Animal Scientists (2010). Atua junto à coordenação do NUPEEC. Tem experiência na área de produção animal, com ênfase em reprodução, nutrição e endocrinologia de ruminantes.

Eduardo Gularte Xavier , Universidade Federal de Pelotas

Possui graduação em Medicina Veterinária pela UFPel e mestrado em Veterinária pela mesma universidade, com ênfase na área de Reprodução Animal de bovinos. Possui MBA em Gestão de Negócios pela FGV e atualmente, é Doutorando pelo Programa de Pós-Graduação em Veterinária, da UFPel. Tem atuação na área de gerenciamento e planejamento de sistemas produtivos de bovinos, com ênfase em gestão de pessoas e processos produtivos.

Eduardo Schmitt , Universidade Federal de Pelotas

Possui graduação em Medicina Veterinária (2000), mestrado (2005) e doutorado (2009) pela UFPel. Atuou como pesquisador A da Embrapa Rondônia (2012 - 2015). Pós doutorado no Departamento de Ciência Animal da University of Florida (2019-2020). A linha de trabalho concentra-se em metabolismo de ruminantes, com foco nos transtornos metabólicos. Desde 2015 atua como Professor Adjunto de Clínica de Grandes Animais da Faculdade de Veterinária da UFPel. Integra a coordenação do NUPEEC - UFPel.

Francisco Del Pino, Universidade Federal de Pelotas

Possui graduação em Farmácia (1981), mestrado em Ciências Biológicas (1991) e doutorado em Ciências Biológicas (1998) pela UFRGS. Atualmente é Professor Titular da UFPel. Atua como professor Permanente e orientador no Programas de Pós-Graduação em zootecnia e co-orientador no Programa de Pós Graduação em Medicina Veterinária e Biotecnologia .

Josiane de Oliveira Feijó, Universidade Federal de Pelotas

Farmacêutica e Bioquímica, graduada pela UCPel (2009), possui Mestrado em Ciências pela UFPel (2010). Doutora em Ciências pela UFPel (2016). Tem foco em Pesquisa Científica e Desenvolvimento Tecnológico de Fármacos para Medicina Veterinária desde 2011. Sócia da Startup Ignis Animal Science (2019). Pós- Doutora pelo Programa Doutor Empreendedor da Fapergs (2020).

Viviane Rohrig Rabassa , Universidade Federal de Pelotas

Possui graduação em Medicina Veterinária (2004), mestrado (2007) e doutorado (2012) em Veterinária, pela UFPel. Atualmente é Professora Adjunta da disciplina de Semiologia na Faculdade de Veterinária/UFPel, é bolsista de produtividade em Desenvolvimento Tecnológico e Extensão Inovadora do CNPq, coordenadora do NUPEEC e orienta em Programas de Pós-graduação na área de Clínica Médica de Ruminantes.

Marcio Nunes Corrêa , Universidade Federal de Pelotas

Médico Veterinário, mestre em Zootecnia e doutor em Biotecnologia pela UFPel. Atualmente é Professor Titular de Clínica Médica de Grandes Animais, no Departamento de Clínicas Veterinária da Faculdade de Veterinária-UFPel trabalhando com Ruminantes. É bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq desenvolvendo atividades direcionadas ao estudo do Metabolismo Animal. Orienta em Programas de Pós-graduação e coordena o NUPEEC.

Referências

ALGERS, B. Scientific report on the effects of farming systems on dairy cow welfare and disease. European Food Safety Authority Journal, v.1143, p.1-38, 2009. DOI: https://doi.org/10.2903/j.efsa.2009.1143r

BARBOSA, A.; FERREIRA, C. M.; CORRÊA, M. N.; SHWEEGLER, E.; RAIMONDO, R. F.; PINO, F. A. B. Lesões associadas a laminite subclínica e exame radiográfico digital em vacas da raça Holandês no período transicional. Ciência Animal Brasileira, v.17, n.4, p.557-563, 2016. DOI: https://doi.org/10.1590/1089-6891v17i433702

BARBOSA, A.; PIZONI, C.; LUZ, G. B.; CORRÊA, M. N.; RABASSA, V. R.; PINO, F. A. B.; MORAES, F. P.; MARTINS, C. F. Relação entre escore de condição corporal e escore de locomoção em vacas leiteiras submetidas a manejo semi-extensivo de alimentação. Arquivo Brasileiro Medicina Veterinária, v.70, n.4, p.1129-1134, 2018.DOI: https://doi.org/10.1590/1678-4162-9978

BICALHO, R.C.; MACHADO, V.S.; CAIXETA, L.S. Lameness in dairy cattle: A debilitating disease or a disease of debilitated cattle? A cross-sectional study of the prevalence of lameness and the thickness of the digital cushion. Journal of Dairy Science, v.92, n.7, p.3175-3184, 2009. DOI: https://doi.org/10.3168/jds.2008-1827

BUCKLEY, F.; O’SULLIVAN, K.; MEE, J.F. Relationships among milk yield, body condition, cow weight, and reproduction in spring-calved Holstein-Friesians. Journal of Dairy Science, v.86, n.7, p.2308-2319, 2003. DOI: https://doi.org/10.3168/jds.S0022-0302(03)73823-5

CHAPINAL, N.; BARRIENTOS, A.K.; VON KEYSERLINGK, M.A. Herd-level risk factors for lameness in freestall farms in the northeastern United States and California. Journal of Dairy Science, v.96, p.318–328, 2013. DOI: https://doi.org/10.3168/jds.2012-5940

FERNANDES, A.F., OLIVEIRA, J.A.; QUEIROZ, S.A. Escore de condição corporal em ruminantes. ARS Veterinária, v.32, n.1, p.055-066, 2016. DOI: https://doi.org/10.15361/2175-0106.2016v32n1p55-66

HÄGGMAN, J.;JUGA, J. Genetic parameters for hoof disorders and feet and leg conformation traits in Finnish Holstein cows. Journal of Dairy Science, v.96, n.5, p.3319-3325, 2013. DOI: https://doi.org/10.3168/jds.2012-6334

LAWRENCE, K.E.; CHESTERTON, R.N.; LAVEN, R.A. Further investigation of lameness in cows at pasture: An analysis of the lesions found in, and some possible risk factors associated with, lame New Zealand dairy cattle requiring veterinary treatment. Journal of Dairy Science, v.94, n.6, p.2794–2805, 2011. DOI: https://doi.org/10.3168/jds.2010-3643

MARTINS, C.C.; MELO, C.M. Relation between claudication, rest behavior, body condition and milk production in a dairy cattle. In: WORLD BUIATRICS CONGRESS, 27, Lisboa, Portugal. Anais[…]. XXVII World Buiatrics Congress, 2012.

NICOLETTI, J. L. M. Manual de podologia bovina. Barueri: Manole, 2004, 126 p.

RENNÓ, F.P.; BARLETTA, R.V.; JUNIOR, J.E.F. Escore de condição corporal e sua relação com a produtividade, saúde e bem-estar de vacas em lactação. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE BOVINOCULTURA LEITEIRA, 3., Viçosa, Anais[...] Simpósio Nacional de Bovinocultura Leiteira, 2011, p.335-370.

SERRA, R.M. Prevalência das afecções podais e morfometria do casco de vacas lactantes na bacia leiteira de Ilhéus-Itabuna, Bahia. Investigação, v.16, n.1, p.46-50, 2017. DOI: https://doi.org/10.26843/investigacao.v16i1.1730

SOUZA, R.C.; FERREIRA, P. M.; MOLINA, L. R.; CARVALHO, A.U.; FACURY FILHO, E.J. Economic losses caused by sequels of lameness in free-stall dairy cows. Arquivo Brasileiro Medicina Veterinária, v.58, n.6, p.982-987, 2006. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-09352006000600002

VAN DER WAAIJ, E.H. Genetic parameter for claw disorders in Dutch dairy cattle and correlations with conformation traits. Journal of Dairy Science, v.88, n.10, p.3672-3678, 2005. DOI: https://doi.org/10.3168/jds.S0022-0302(05)73053-8

WELLS, S.J. Prevalence and severity of lameness in lactating dairy cows in a sample of Minnesota and Wisconsin herds. Journal of American Veterinary Medical Association, v.202, n.1, p.78-82, 1993.

Downloads

Publicado

2022-04-19

Como Citar

Luz , G. B. ., Barbosa , A. A. ., Carvalho, I. R., Brauner , C. C. ., Xavier , E. G. ., Schmitt , E., Pino, F. D. ., Feijó, J. de O. ., Rabassa , V. R. ., & Corrêa , M. N. . (2022). Escore de locomoção e condição corporal apresentam baixa contribuição relativa para a ocorrência de lesões podais em vacas leiteiras. Agropecuária Catarinense, 35(1), 61-66. https://doi.org/10.52945/rac.v35i1.1154

Edição

Seção

Artigo Científico