Análise de dados de precipitação visando ao dimensionamento de sistemas de captação e armazenamento de água da chuva

Autores

DOI:

https://doi.org/10.52945/rac.v35i1.1287

Palavras-chave:

Estiagens, cisterna, precipitação, Sanitation

Resumo

No projeto de captação e armazenamento da água da chuva são necessárias várias informações sobre da chuva. Este informativo tem como objetivo descrever e exemplificar as principais análises que podem ser realizadas com a série de chuva observada e suas aplicações no dimensionamento do sistema. Foi utilizada a série de dados de precipitação diária de 1974 a 2019 de Chapecó, SC. Foi demostrado que a precipitação mensal e anual pode ser usada na estimativa do volume de água aproveitável. Recomenda-se, no entanto, usar os valores de precipitação associados a níveis de probabilidade. A análise de chuvas máximas anuais é usada no dimensionamento de calhas e condutores. Para Chapecó a intensidade máxima da chuva com duração de 5 minutos e período de retorno de 5 anos, usada no dimensionamento das calhas, é de 183,8mm h-1. A determinação da duração de períodos secos permite dimensionar o volume do reservatório. Para Chapecó a duração do período consecutivo sem chuva (P < 2,0mm) com período de retorno de 5 anos é de 25,7 dias.

Biografia do Autor

Álvaro José Back, Epagri/Estação Experimental de Urussanga

Estação Experimental de Urussanga,

Referências

AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS E SANEAMENTO BÁSICO - ANA. Hidroweb: Sistemas de Informações Hidrológicas. Disponível em: http:// hidroweb.ana.gov.br. Acesso em: 24 jun. 2020.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15527: Água de chuva - aproveitamento de coberturas em áreas urbanas para fins não potáveis - Requisitos. Rio de Janeiro, 2019. 10p

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 10844/1989. Instalações prediais de águas pluviais. Rio de Janeiro, 1989.

BACK, Á.J. Chuvas intensas e chuva para dimensionamento de estruturas de drenagem para o Estado de Santa Catarina. Florianópolis: Epagri, 2013 p.193.

BACK, Á.J.; WILDNER, L P. Equação de chuvas intensas por desagregação de precipitação máxima diária para o estado de Santa Catarina. Agropecuária Catarinense, v.34, n.3, 2021. DOI: http://dx.doi.org/10.52945/rac.v34i3.1133

DORNELLES, F.; TASSI, R. GOLDENFUM, J.A. Avaliação das técnicas de dimensionamento de reservatórios para aproveitamento de água de chuva. Revista Brasileira de Recursos Hídricos, v.15, n.2, p.59-68, 2010.

EMBRAPA. Manejo da água na produção de suínos. Concórdia: Embrapa-CNPSA, 2005. 19p.

EPAGRI. Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina. Banco de dados de variáveis ambientais de Santa Catarina. Florianópolis: Epagri, 2020. 20p. (Epagri, Documentos, 310).

KOBIYAMA, M; TSUYOSHI, U.; ANJOS AFONSO, M. Aproveitamento da Água da Chuva. Ed. Organic Trading. 2002. 196p.

TOMAZ, P. Aproveitamento de água de chuva para áreas urbanas e fins não potáveis. São Paulo: Navegar editora, 2011. 208p.

Downloads

Publicado

2022-04-19

Como Citar

Back, Álvaro J. (2022). Análise de dados de precipitação visando ao dimensionamento de sistemas de captação e armazenamento de água da chuva. Agropecuária Catarinense, 35(1), 25-28. https://doi.org/10.52945/rac.v35i1.1287

Edição

Seção

Informativo Técnico