Promoção do crescimento de espécies de Adesmia por rizobactérias de nódulos produtoras de ácido indolacético

Autores

  • Alexsander Westphal Muniz Epagri/Estação Experimental de Lages
  • Gilberto Luiz Dalagnol Epagri/ Estação Experimental de Lages
  • João Américo Wordell Filho Epagri/Centro de Pesquisa para Agricultura Familiar (Cepaf)
  • Enilson Luiz Saccol de Sá de Sá UFRGS/Laboratório de Microbiologia do Solo

Palavras-chave:

Adesmia latifolia, A. psoraleoides, A. riograndensis, A. tristis, auxinas

Resumo

As espécies de Adesmia encontradas no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina apresentam alta qualidade forrageira e podem ser utilizadas em programas de melhoramento de campos nativos. O objetivo deste trabalho foi avaliar a promoção do crescimento em espécies de adésmia por rizobactérias produtoras de ácido indolacético (AIA). Foram utilizados sete isolados de bactérias de nódulos de adésmia e pertencentes à coleção de rizobactérias da Epagri. Avaliaram-se a produção de AIA in vitro e a promoção de crescimento vegetal pelos isolados em Adesmia latifolia, A. psoraleoides, A. riograndensis e A. tristis. Os isolados bacterianos utilizados são específicos para nodulação em A. latifolia.
Os resultados obtidos demonstraram uma produção variável de AIA pelos diferentes isolados. O número de folhas bifoliadas e o comprimento dos brotos não são afetados pelos isolados utilizados neste trabalho. Os efeitos dos isolados de bactérias de nódulos na promoção do crescimento variaram em função da interação com as diferentes espécies de
adésmia. O isolado EEL0710 promove maior crescimento em Adesmia latifolia, A. psoraleoides e A. tristis. O isolado EEL1710A
promove maior crescimento em A. riograndensis. O nível endógeno de ácido indolacético não apresenta uma relação direta na promoção do crescimento das espécies de Adesmia

Downloads

Publicado

2020-04-28

Como Citar

Muniz, A. W., Dalagnol, G. L., Wordell Filho, J. A., & de Sá, E. L. S. de S. (2020). Promoção do crescimento de espécies de Adesmia por rizobactérias de nódulos produtoras de ácido indolacético. Agropecuária Catarinense, 24(1), 60-64. Recuperado de https://publicacoes.epagri.sc.gov.br/rac/article/view/676

Edição

Seção

Artigo Científico