Resposta da laranjeira ‘Açúcar’ à adubação orgânica e mineral em Latossolo na Região Oeste de Santa Catarina

Autores

  • Eloi Erhard Scherer Epagri/Centro de Pesquisa para Agricultura Familiar – Cepaf
  • Luiz Augusto Ferreira Verona Epagri/Centro de Pesquisa para Agricultura Familiar
  • Cristiano Nunes Nesi Epagri/Centro de Pesquisa para Agricultura Familiar

Palavras-chave:

Citrus sinensis, nutrição vegetal, adubação mineral, estercos

Resumo

Esta pesquisa objetivou avaliar a influência da adubação orgânica e mineral na produção de laranjas. O estudo foi conduzido no município de Maravilha em um pomar de laranja cultivar Açúcar, com plantas de
segundo ano enxertadas sobre limão-cravo. O delineamento foi em blocos casualizados com parcelas subdivididas. Nas parcelas foram avaliados os estercos de aves e de suínos e nas subparcelas, adubação mineral (zero, dose integral de N, dose integral de NPK e meia dose de NPK). Avaliou-se a produção e o número de frutos por planta de 2003 a 2006. Em 2006 foram realizadas análises foliares e de solo (zero a10cm). Houve respostas significativas em produção à aplicação de esterco e adubo mineral. Este efeito positivo deve ser creditado ao suprimento de N.
A calagem e a adubação com P e K na implantação do pomar propiciaram boas produtividades nas quatro safras iniciais. Os teores de nutrientes nas folhas estavam altos em todos os tratamentos. Repetidas aplicações de esterco e de adubo mineral na superfície do solo propiciaram o acúmulo de nutrientes na camada de zero a 10cm e aumento do pH e MO com o uso de esterco de aves.

Downloads

Publicado

2021-02-12

Como Citar

Scherer, E. E., Verona, L. A. F. ., & Nesi, C. N. . (2021). Resposta da laranjeira ‘Açúcar’ à adubação orgânica e mineral em Latossolo na Região Oeste de Santa Catarina. Agropecuária Catarinense, 21(1), 60-65. Recuperado de https://publicacoes.epagri.sc.gov.br/rac/article/view/842

Edição

Seção

Artigo Científico