Precisão nos ensaios de competição de cultivares de feijão e milho

Autores

  • Cristiano Nunes Nesi Epagri/Centro de Pesquisa para Agricultura Familiar – Cepaf
  • Silmar Hemp Epagri/Centro de Pesquisa para Agricultura Familiar
  • Msc. Luís Carlos Vieira Epagri/Centro de Pesquisa para Agricultura Familiar

Palavras-chave:

coeficiente de variação, precisão experimental, diferença mínima significativa.

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar a precisão experimental e a magnitude da diferença mínima significativa (DMS) pelo método de Tukey, como porcentagem da média, para os ensaios estaduais de competição de cultivares de feijão e de milho em Santa Catarina. Foram catalogados 138 ensaios com feijão e 325 ensaios com milho. Todos os ensaios foram conduzidos em blocos completos casualizados, com quatro repetições e 20 a 26 cultivares para feijão e com duas a quatro repetições e cinco a 49 cultivares para milho. Os coeficientes de variação foram abaixo de 20% (considerado aceitável pela legislação) em 84,1% e 95,4% dos experimentos com feijão e milho, respectivamente. Entretanto, as DMSs apresentaram grandes magnitudes na maioria dos ensaios, fato preocupante pois a maioria das cultivares de feijão e milho já atingiu alta produtividade com diferenças cada vez menores. Diante disso, há necessidade de práticas que reduzam a diferença mínima significativa entre as médias de rendimento das cultivares.

Downloads

Publicado

2007-03-01

Como Citar

Nesi, C. N., Hemp, S., & Vieira, L. C. . (2007). Precisão nos ensaios de competição de cultivares de feijão e milho. Agropecuária Catarinense, 20(1), 44-48. Recuperado de https://publicacoes.epagri.sc.gov.br/rac/article/view/875

Edição

Seção

Artigo Científico