Estimativa da taxa de cruzamento em Bromus auleticus

Autores

  • Gilberto Luiz Dalagnol Epagri/Estação Experimental de Lages

Palavras-chave:

alozimas, uniloco, multilocos, autogamia, alogamia

Resumo

O conhecimento do modo de reprodução das espécies vegetais é fundamental na exploração e no manejo de populações naturais, nos programas de melhoramento genético e regeneração de acessos em bancos de germoplasmas. Bromus auleticus Trinius é uma gramínea hibernal, perene, nativa da América do Sul, com alto potencial forrageiro e adaptativo a condições adversas de clima e solo. O objetivo do trabalho foi caracterizar o
sistema reprodutivo da espécie e estimar a taxa de cruzamento entre acessos existentes na Epagri/Estação Experimental de Lages. Quatro progênies oriundas de cruzamentos naturais foram caracterizadas utilizando-se
dez locos isoenzimáticos (PGI, SKDH, IDH, PRX1, PRX2, PRX3, MDH1, MDH3, 6PGDH, £-EST). Foram estimadas as taxas de cruzamento uniloco e multilocos, usando as freqüências alélicas das progênies com análise do programa
MLT (Ritland, 1990). As estimativas uniloco variaram de 0,001 a 1,648, com média de 0,571, e a multilocos foi de 1,096, o que caracteriza que o modo de reprodução predominante é a alogamia.

Downloads

Publicado

2021-06-23

Como Citar

Dalagnol, G. L. (2021). Estimativa da taxa de cruzamento em Bromus auleticus. Agropecuária Catarinense, 18(3), 69-72. Recuperado de https://publicacoes.epagri.sc.gov.br/rac/article/view/982

Edição

Seção

Artigo Científico