SCS368 Ituporanga e SCS369 Águas Negras: cultivares de batata-doce para Santa Catarina

Autores

  • Sergio Dias Lannes Epagri / Estação Experimental de Ituporanga
  • Tatiana da Silva Duarte Epagri / Estação Experimental de Ituporanga
  • Gerson Henrique Wamser Epagri / Estação Experimental de Ituporanga, C.P. 121, 88400-000 Ituporanga, SC, fone: (47) 3533-8844
  • Daniel Pedrosa Alves Epagri / Estação Experimental de Ituporanga

Palavras-chave:

Ipomoea batatas (L.), alimentação humana, melhoramento genético vegetal

Resumo

Resumo: A batata-doce é um dos principais alimentos em diversas regiões do mundo, destacando-se no combate à fome. É uma espécie tolerante e menos exigente do que outras espécies agrícolas, estando adaptada às condições de fertilidade mais baixa, sendo excelente alternativa para a agricultura familiar, como fonte de renda e na alimentação humana e animal. O uso de cultivares adequados e adaptados resulta em um produto de maior qualidade, melhorando a aceitação pelo mercado consumidor e aumentando a capacidade de negociação por parte do agricultor no momento da comercialização. Dessa forma, a Estação Experimental de Ituporanga (Epagri/EEItu) desenvolveu dois cultivares de batata-doce adaptados à região do Alto Vale do Itajaí, denominados SCS368 Ituporanga e SCS369 Águas Negras. O SCS368 Ituporanga possui polpa creme, película branca e alta produtividade. O SCS369 Águas Negras também possui polpa creme, contudo apresenta película da raiz com coloração roxa, o que é muito apreciado pelos consumidores. Ambos possuem boa resistência ao mal do pé (Plenodomus destruens Harter) e são muito promissores quanto às características para consumo humano e aos aspectos agronômicos.

 

Biografia do Autor

Sergio Dias Lannes, Epagri / Estação Experimental de Ituporanga

Engenheiro-agrônomo, Dr.

Tatiana da Silva Duarte, Epagri / Estação Experimental de Ituporanga

Engenheiro-agrônomo, Dr.

Gerson Henrique Wamser, Epagri / Estação Experimental de Ituporanga, C.P. 121, 88400-000 Ituporanga, SC, fone: (47) 3533-8844

Engenheiro-agrônomo, M.Sc.

Daniel Pedrosa Alves, Epagri / Estação Experimental de Ituporanga

Engenheiro-agrônomo, Dr.

Referências

ALLEMANN, J.; LAURIE, S.M.; THIART, S. et al. Sustainable production of root and tuber crops (potato, sweet potato, indigenous potato, cassava) in southern Africa. South Afr. J. Bot., v.70, p.60-67, 2004.

ASSOCIATION OF OFFICIAL ANALYTICAL CHEMISTS. Official methods of analysis. 13.ed. Washington, 1980. 109p.

AZEVEDO, A.M.; ANDRADE JÚNIOR, V.C.; VIANA, D.J.S. et al. Influence of harvest time and cultivation sites on the productivity and quality of sweet potato. Horticultura Brasileira, v.32, p.21-27, 2014.

CRUZ, C.D. Genes – a software package for analysis in experimental statistics and quantitative genetics. Acta Scientiarum. v.35, n.3, p.271-276, 2013.

FLARESSO, J.A.; DEBARBA, J.F.; ALMEIDA, E.X. Batata-doce. In: Avaliação de cultivares para o estado de Santa Catarina 2007/2008. Florianópolis, SC: Epagri. 2007, p.42-43. (Epagri. Boletim Técnico, 137).

HUAMÁN, Z. (Ed.) Descriptors for sweet potato. Rome: International Board for Genetic Resources, 1991. 134p.

IBGE. Sistema IBGE de recuperação automática (SIDRA). 2014. Disponível em: http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/tabela/protabl. asp?c=1612&z=t&o=1&i=P. Acesso em: 1 ago. 2014.

LAURIE, S.M.; CALITZ, F J.; ADEBOLA, P.O. et al. Characterization and evaluation of South African sweet potato (Ipomoea batatas (L.) LAM) land races. South African Journal of Botany, v.85, p.10-16. 2013.

RODRIGUEZ-AMAYA, D. B. A guide to carotenoids analysis in foods. Washington: Ilsi, 1999. 119p.

SILVA, J.B.C.; LOPES, C.A.; MAGALHÃES, J.S. Batata-doce (Ipomea batatas). Brasília: Embrapa Hortaliças, 2008. (Embrapa Hortaliças. Sistemas de Produção, 6). Versão Eletrônica. Disponível em: http://www.embrapa.br/sistprod/batata-doce/index.htm. Acesso em: 10 set. 2014.

WOOLFE, J.A. Sweet potato: an untapped food resource. Cambridge: Cambridge University Press.1992. 643p.

YAMAKAWA, O.; YOSHIMOTO, M. Sweet potato as food material with physiological functions. Acta Horticulturae, v.583, p.179-185, 2002.

Downloads

Publicado

2017-01-27

Como Citar

Lannes, S. D., Duarte, T. da S., Wamser, G. H., & Alves, D. P. (2017). SCS368 Ituporanga e SCS369 Águas Negras: cultivares de batata-doce para Santa Catarina. Agropecuária Catarinense, 28(2), 51-54. Recuperado de https://publicacoes.epagri.sc.gov.br/rac/article/view/136

Edição

Seção

Germoplasma

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.