Requerimento térmico e características físico-químicas de diferentes variedades de videira em São Joaquim, SC

Autores

  • João Felippeto Epagri/ Estação experimental de São Joaquim http://orcid.org/0000-0002-5804-6162
  • Vinícius Caliari Epagri/ Estação experimental de Videira
  • Emílio Brighenti Epagri/ Estação experimental de São Joaquim
  • Cristiano Nunes Nesi Epagri/Centro de Pesquisa para Agricultura Familiar

DOI:

https://doi.org/10.52945/rac.v34i1.1056

Palavras-chave:

fenologia, graus-dia,vinhos de altitude, videiras

Resumo

A expansão da vitivinicultura nacional para além das áreas tradicionais é uma realidade cada vez mais notória. Entretanto, a diversidade climática entre as diferentes regiões produtoras expõe as plantas a condições ambientais distintas e capazes de influenciar o seu desempenho. Neste contexto, estudos sobre o comportamento das variedades frente ao seu ambiente de cultivo são importantes subsídios técnicos na implementação de novos empreendimentos.  O objetivo foi avaliar a fenologia, as necessidades térmicas e a maturação de oito variedades viníferas entre 2013 a 2020 nas condições de São Joaquim-SC. As condições térmicas disponíveis na região foram expressas em graus-dia (GD) de forma correlativa com as avaliações fenológicas. As colheitas foram submetidas às análises de acidez total, pH e SST. O ciclo vegetativo médio das variedades foi de 200 dias, sendo a ‘Rebo’ a variedade com ciclo mais longo e a ‘Manzoni Bianco a com ciclo mais curto’. As variedades estudadas produziram frutos com parâmetros de maturação adequados para a elaboração de vinhos finos, com destaque para a ‘Rebo’ dentre as tintas e ‘Manzoni Bianco’ dentre as brancas.

Referências

ANZANELLO, R.; CHRISTO, M. C. Temperatura base inferior, soma térmica e fenologia de cultivares de videira e quivizeiro. Revista de Ciências Agroveterinárias, Lages, v. 18 n. 3, p. 313-322, 2019.

BAILLOD, M.; BAGGIOLLINI, M. Les stades repères de la vigne. Revue Suisse de Viticulture, Arboriculture. Horticulture. v. 25, n. 1, p. 7-9, 1993.

BORGHEZAN, M., GAVIOLI, O, PIT, F. A.; DA SILVA, A. L. Comportamento vegetativo e produtivo da videira e composição da uva em São Joaquim, Santa Catarina. Pesq. agropec. bras., Brasília, v.46, n.4, p.398-405, 2011.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância Sanitária. (2018, março 9). Complementação dos padrões de identidade e qualidade do vinho e dos derivados da uva e do vinho (Instrução Normativa nº 14, de 08 de fevereiro de 2018). Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, Seção 1, p. 4-6.

BRIGHENTI, A. F., BRIGHENTII, E., BONIN, V.; RUFATO, L. Caracterização fenológica e exigência térmica de diferentes variedades de uvas viníferas em São Joaquim, Santa Catarina – Brasil. Ciência Rural, Santa Maria, v.43, n.7, p.1162-1167, 2013.

BRIGHENTI, A. F., DA SILVA, A. L., BRIGHENTI, E., PORRO, D., STEFANINI, M. Desempenho vitícola de variedades autóctones italianas em condição de elevada altitude no Sul do Brasil. Pesquisa agropecuária brasileira, Brasília, v.49, n.6, p.465-474, 2014.

BRIXNER, G. F., MARTINS, C. R., AMARAL, U.; KÖPP, L. M., OLIVEIRA, D. B. Caracterização fenológica e exigência térmica de videiras Vitis vinifera, cultivadas no município de Uruguaiana, na região da fronteira oeste – RS. Revista FZVA, Uruguaiana, v.17, n.2, p.221-233. 2010.

GABAS, N., RATSIMBA, B., GERBAUD, V. Les sels tartriques dans les vins: solubilité et sursaturation. In: La microbiologie des vins mousseux: la stabilisation des vins - mécanismes et évaluation. Toulouse : Lallemand, p. 95-98, 1994.

MALINOVSKI, L. I., VIEIRA, H. J., CAMARGO, C. G., STEFANINI, M., DA SILVA, A. L. Climate and Phenology: Behavior of Autochthonous Italian Grapevine Varieties in the Uplands of Southern Brazil. Journal of Agricultural Science, v.8, n.5; p. 26-33, 2016.

MALINOVSKI, L. I., WELTER, L. J.; BRIGHENTI, A. F., VIEIRA, H. J., GUERRA, M. P., DA SILVA, A. L. Highlands of Santa Catarina/Brazil: a Region with High Potential for Wine Production. Acta Horticulturae 931:433-440. 2012. Disponível em: www.researchgate.net/publication/275274891. Acesso em: 20 ago. 2020.

MANDELLI, F., BERLATO, M. A., TONIETTO, J.; BERGAMASCHI, H., Fenologia da videira na serra gaúcha. Pesquisa Agropecuária Gaúcha, v. 9, n. 1-2, p. 129-144, 2003.

MÜLLER, R.E., Potencial enológico de novas variedades cultivadas na campanha gaúcha. 2016. 73f. Mestrado (Mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos) Programa de Pós-Graduação em Tecnologia de Alimentos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, 2016.

NEIS, S. et al. Caracterização fenológica e requerimento

térmico para a videira Niágara Rosada em diferentes épocas de

poda no sudoeste goiano. Revista Brasileira de Fruticultura, v.32, p.931-937, 2010.

OLIVEIRA, I. V. de M., LOPES, P. R. C., DA SILVA-MATOS, R. R. S. Caracterização fenológica e frutificação efetiva de macieiras ‘Daiane’ sob condições semiáridas no nordeste do Brasil. Revista de Ciências Agroambientais, Alta Floresta, v.11, n.2, p.153-158, 2013.

POLA, A. C., BRUNA, E. D., BACK, A. J., MORETO, A. L. Estimativa das datas de brotação, plena floração e colheita da videira variedade Goethe em Urussanga-SC, Brasil. Revista de Ciências Agrárias, v.40, n.1, p. 236-245, 2017.

R Core Team (2020). R: A language and environment for statistical computing. R Foundation for Statistical Computing, Vienna, Austria. https://www.R-project.org/

RADÜNZ, A. L., SCHÖFFEL; E.R., BORGES, C.T., MALGARIM, M.B., PÖTTER, G.H. Necessidades térmicas de videiras na região da Campanha do Rio Grande do Sul – Brasil. Ciência Rural, Santa Maria, v.45, n.4, p.626-632, 2015.

RIZZON, L. A.; MIELE, A. Avaliação da cv. Tannat para elaboração de vinho tinto. Ciência e Tecnologia de Alimentos., Campinas, v.24 n.2 p.223-229, 2004. 116p.

RIZZON, L. A. Metodologia para análise de vinho. Brasília, DF, Embrapa Informação Tecnológica; Bento Gonçalves: Embrapa Uva e Vinho, 2010.

ROSIER, J.P. Novas regiões: vinhos de altitude no sul do Brasil. In: CONGRASSO BRASILEIRO DE VITICULTURA E ENOLOGIA, 10.,2003, Bento Gonçalves, 2003. p.137.

SILVA, L.C. da, RUFATO, L., KRETZSCHMAR, A.A., MARCON FILHO, J.L. Raleio de cachos em vinhedos de altitude e qualidade do vinho da cultivar Syrah. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v.44, p.148-154, 2009.

VIANNA, L.F., MASSIGNAN, A.M., PANDOLFO, C., DORTZBACH, D., VIEIRA, V.F. Caracterização agronômica e edafoclimática dos vinhedos de elevada altitude. Revista de Ciências Agroveterinárias, Lages, v.15, n.3, p.215-226, 2016.

WINKLER, A.J. Viticultura. 6.ed. México: Editorial Continental, 1980. 791p.

Downloads

Publicado

2021-04-29

Como Citar

Felippeto, J., Caliari, V. ., Brighenti, E., & Nesi, C. N. . (2021). Requerimento térmico e características físico-químicas de diferentes variedades de videira em São Joaquim, SC. Agropecuária Catarinense, 34(1), 61-66. https://doi.org/10.52945/rac.v34i1.1056

Edição

Seção

Artigo Científico