Desenvolvimento do sistema radicular da videira em função de porta-enxertos e de atributos físicos e químicos do solo

Autores

  • Marco Antonio Dalbó Epagri/Estação Experimental de Videira
  • Milton da Veiga Epagri/Estação Experimental de Campos Novos
  • João Peterson Pereira Gardin Epagri/Estação Experimental de Videira

Palavras-chave:

uva, acidez do solo, compactação do solo, Vitis

Resumo

A distribuição do sistema radicular (SR) da videira em profundidade depende das condições físicas e químicas do solo e do porta-enxerto utilizado. Em um Nitossolo Vermelho em Videira, SC, onde o crescimento do SR da videira geralmente está limitado à camada superficial. Em condições de campo, foi implantado experimento com o cultivar copa Niágara Rosada cultivado sobre seis porta-enxertos. Em casa de vegetação foram testados oito porta-enxertos em colunas de solo com e sem calagem subsuperficial. No campo os porta-enxertos 101-14 Mgt e SO4 apresentaram SR mais profundo, enquanto VR 043-43
e Isabel foram bastante superficiais. Em colunas de solo os porta-enxertos VR 043-43, Rupestris du Lot e IAC 572 mostraram maior aprofundamento do SR. Os porta-enxertos SO4 e Rupestris du Lot tiveram o crescimento de raiz aumentado na camada de até 20cm em solo sem calagem subsuperficial quando comparado ao com calagem, enquanto os demais porta-enxertos não responderam à calagem subsuperficial. A análise conjunta dos experimentos indica que a acidez das camadas subsuperficiais do solo não é um fator restritivo para o aprofundamento do SR da videira.

Downloads

Publicado

2020-04-28

Como Citar

Dalbó, M. A., da Veiga, M., & Gardin, J. P. P. (2020). Desenvolvimento do sistema radicular da videira em função de porta-enxertos e de atributos físicos e químicos do solo. Agropecuária Catarinense, 24(3), 59-63. Recuperado de https://publicacoes.epagri.sc.gov.br/rac/article/view/702

Edição

Seção

Artigo Científico