Tendências de mercado e o potencial do Oeste Catarinense para a fruticultura

Autores

  • Rafael Roveri Sabiao Epagri/Centro de Pesquisa para Agricultura Familiar
  • Eduardo Cesar Brugnara Epagri/Centro de Pesquisa para Agricultura Familiar
  • Thiago Marchi Epagri
  • Ivan Tormem Epagri

Palavras-chave:

Planejamento estratégico, cadeia produtiva, frutíferas, demandas, consumo

Resumo

Antes de iniciar o cultivo de frutíferas, o agricultor, investidor ou empreendedor deve procurar responder uma importante questão: “Existe mercado para minha produção?”. É necessário buscar informações de demanda do consumidor, volume, sazonalidade, padrão de qualidade, embalagem e logística de entrega no planejamento do empreendimento, principalmente pela perecibilidade das frutas, e as estratégias de comercialização devem estar definidas antes mesmo de iniciar o plantio. Depois de conhecer o mercado a ser atendido, deve-se buscar as informações técnicas para o planejamento de implantação do pomar, como: clima e solo favoráveis para cada espécie, escolha e preparo da área, aquisição de mudas de qualidade e todos os manejos subsequentes no pomar. A fruticultura mostra-se como alternativa às outras atividades, sendo uma opção de maior rentabilidade a produtores em pequenas áreas, diversificando a produção e a renda familiar. Desta forma, o objetivo desta publicação é contextualizar as tendências para o mercado de frutas e sugerir potencialidades para o desenvolvimento da fruticultura na região oeste catarinense.

Referências

CARVALHO, C.; KIST, B. B.; BELING R. R. Anuário brasileiro de horti&fruti 2020. Santa Cruz do Sul: Editora Gazeta Santa Cruz, 2019. 96p.

DORIGON, C.; NESI, C.N.; TONEZER, C.; HAAG, A.L. A produção de alimentos para o autoconsumo em famílias de agricultores da região oeste do Estado de Santa Catarina. Redes, v.25, Ed. Especial 2, p.2060 - 2085, 2020. DOI: 10.17058/redes.v25i0.14645

GOULART JUNIOR, R.; MONDARDO, M.; REITER, J.M.W. Relatório sobre a Fruticultura Catarinense: Fruticultura em números - Safra 2014/15. Epagri Documentos, 271. Florianópolis: Epagri, 114p., 2017.

IBGE - INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Disponível em: http://www.ibge.gov.br. Acesso em: 28 agosto 2020.

KOLLER, O.C. Clima e solo. In: KOLLER, O.C. (coord.). Citricultura, Cultura de Tangerinas: tecnologia de produção, pós-colheita e industrialização. Porto Alegre: Rigel, 2009. p.54-55.

MODA, L.R.; GONÇALVES, I.C.; BARBIERI, M.G. O consumidor de frutas não é mais o mesmo! Revista Hortifruti Brasil. CEPEA - ESALQ/USP. Piracicaba, SP. Ano 17, n. 187, p. 10-14, 2019.

NOGUEIRA, J.G.A.; NEVES, M.F.; SIMPRINI, E.S.; SABIÃO, R.R.; TROMBIN, V.G.; CRESSONI, F.; BELTRESCHI, B.; MILAN, P.; CHEDID, M.N.C. Estratégias para a Fruticultura no Brasil. 1 ed. Ribeirão Preto: Atlas, 2013. 208p.

NEVES, M.F.; MARQUES, V.N.; MARTINEZ, L.F.; CAMBAÚVA, V.; SPERS, E.E. O Modelo MarkAlim para Oportunidades no Marketing de Alimentos. Revista Agronomia Brasileira, Jaboticabal, v4, p.1-8, 2020. DOI: http://www.doi.org/10.29372/rab202023

SILVEIRA, J.; GALESKAS, H.; TAPETTI, R.; LOURENCINI, I. Quem é o consumidor Brasileiro de Frutas e Hortaliças? A ampliação da classe média pode impulsionar o consumo de frutas e hortaliças no Brasil. Revista Hortifrúti Brasil, Piracicaba, SP. Ano 10, n.103, p.8-23, 2011.

VAN RIJSWICK, C. World Fruit Map 2018: Global Trade Still Fruitful. RaboResearch Food & Agribusiness, Rabobank, Utrecht, 2018. Disponível em: https://research.rabobank.com/far/en/sectors/regional-food-agri/world_fruit_map_2018.html. Acesso em: 16 out. 2020

Downloads

Publicado

2021-08-24

Como Citar

Sabiao, R. R., Cesar Brugnara, E., Marchi, T., & Tormem, I. . (2021). Tendências de mercado e o potencial do Oeste Catarinense para a fruticultura . Agropecuária Catarinense, 34(2), 11-14. Recuperado de https://publicacoes.epagri.sc.gov.br/rac/article/view/1137

Edição

Seção

Conjuntura