Modelos de previsão de brotação para o cultivar de videira Cabernet Sauvignon na Serra Gaúcha

Autores

  • João Felippeto Epagri / Estação Experimental de São Joaquim
  • João Ito Bergonci Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Henrique Pessoa dos Santos Embrapa/CNPUV
  • Gilberto Nava Epagri/EE São Joaquim

Palavras-chave:

dormência, videira, clima

Resumo

Objetivou-se com este trabalho o estudo de diferentes modelos matemátcos para caracterizar as disponibilidades térmicas no período hibernal e prever a data inicial da brotação do cultvar de videira Vitis vinifera Cabernet Sauvignon. O trabalho foi realizado a partr de uma série histórica (1984-1993) de dados climátcos e de dados fenológicos do Banco Atvo de Germoplasma, ambos da Embrapa Uva e Vinho, em Bento Gonçalves, RS. Os acúmulos de frio foram quantfcados com o uso de nove métodos: horas de frio iguais ou inferiores a 7,2°C e a 10°C; modelo Dinâmico; e modelos de Utah e Carolina do Norte em suas versões originais, modifcados para altas temperaturas e adaptados para as condições da Serra Gaúcha. No estudo da série histórica, os melhores resultados (resíduos menores) foram obtdos pelos modelos de Utah e Carolina do Norte adaptados para as condições climátcas da Serra Gaúcha.

Downloads

Publicado

2020-04-28

Como Citar

Felippeto, J., Bergonci, J. I., Santos, H. P. dos, & Nava, G. (2020). Modelos de previsão de brotação para o cultivar de videira Cabernet Sauvignon na Serra Gaúcha. Agropecuária Catarinense, 26(2), 85-91. Recuperado de https://publicacoes.epagri.sc.gov.br/rac/article/view/614

Edição

Seção

Artigo Científico

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.