Micropropagação e enraizamento de estacas herbáceas de erva-de-touro (Poiretia latifolia Vogel)

Autores

  • Carolina Custódio Amorim Udesc / Centro de Agroveterinária
  • Murilo Dalla Costa Epagri / Estação Experimental de Lages
  • Pedro Boff Epagri / Estação Experimental de Lages

Palavras-chave:

Planta bioativa, propagação vegetativa, 6-benzilaminopurina, ácido indol-3-butirico

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar a propagação vegetativa da erva-de-touro (Poireta latfolia Vogel) por meio de micropropagação in vitro e enraizamento de estacas herbáceas. Segmentos nodais foram cultivados em meio de cultura nutritivo e em sete concentrações de 6-benzilaminopurina (BAP). O enraizamento de estacas foi avaliado em diferentes concentrações de ácido indol-3-butirico (AIB). Dados demonstraram que o número e o comprimento de brotações, o número de internódios formados e o número de folhas emitidas não diferiram entre as concentrações de BAP. A porcentagem de enraizamento de estacas também não diferiu entre as concentrações de AIB. Os resultados indicam a necessidade de avaliar concentrações maiores de BAP e buscar outros indutores de enraizamento.

Downloads

Publicado

2020-04-28

Como Citar

Amorim, C. C., Dalla Costa, M., & Boff, P. (2020). Micropropagação e enraizamento de estacas herbáceas de erva-de-touro (Poiretia latifolia Vogel). Agropecuária Catarinense, 25(3), 54-57. Recuperado de https://publicacoes.epagri.sc.gov.br/rac/article/view/664

Edição

Seção

Nota Científica