Desempenho de cultivares de mamona em Santa Catarina

Autores

  • Gilcimar Adriano Vogt Epagri/Estação Experimental de Canoinhas
  • Adriano Martinho de Souza Epagri/Estação Experimental de Canoinhas
  • Gilson José Marcinichen Gallotti Epagri/Estação Experimental de Canoinhas
  • Rogério Luiz Backes Epagri/Centro de Pesquisa para Agricultura Familiar (Cepaf)
  • Alvadi Antonio Balbinot Junior Embrapa Soja
  • Sérgio Delmar Dos Anjos E Silva Embrapa Clima Temperado
  • Giseli Valentini Universidade Estadual de Maringá (UEM)

Palavras-chave:

Ricinus communis, produtividade, Amphobotrys ricini

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar cultivares híbridos e de polinização aberta de mamona nas condições edafoclimáticas do Planalto Norte e do Oeste Catarinense. Foram conduzidos no ano agrícola 2006/07 dois experimentos em Papanduva e dois em Chapecó, sendo um com sete cultivares de polinização aberta e outro com seis cultivares híbridos, utilizando-se delineamento experimental em blocos inteiramente casualizados, com três repetições. Os rendimentos de grãos foram semelhantes entre os cultivares de polinização aberta e entre os cultivares híbridos, tanto em Papanduva como em Chapecó. Todavia, observou-se alta severidade de ataque de mofo-cinzento em ambos os locais.

Downloads

Publicado

2020-04-28

Como Citar

Vogt, G. A., de Souza, A. M., Gallotti, G. J. M., Backes, R. L., Balbinot Junior, A. A., Dos Anjos E Silva, S. D., & Valentini, G. (2020). Desempenho de cultivares de mamona em Santa Catarina. Agropecuária Catarinense, 24(3), 86-88. Recuperado de https://publicacoes.epagri.sc.gov.br/rac/article/view/708

Edição

Seção

Nota Científica