Produtividade de tomate em função de doses de nitrogênio

Siegfried Mueller, Anderson Fernando Wamser, Atsuo Suzuki

Resumo


Resumo: Objetivou-se avaliar a influência de doses N na produtividade e na qualidade do tomate cultivado no sistema de plantio direto. Dois experimentos foram realizados em campo na Epagri/Estação Experimental de Caçador durante as safras 2006/07 e 2007/08. Utilizou-se o delineamento blocos ao acaso com quatro repetições. Os tratamentos foram seis doses de N, como nitrato de amônio, sendo aplicados 0, 125, 250, 375, 500 e 625kg ha-1 para a safra 2006/07 e 0, 150, 300, 450, 600 e 750kg ha-1 na safra 2007/08. Na safra 2006/07, houve ajuste quadrático em resposta às doses de N para as produtividades de frutos de tomate total, comercial, extra AA e extra A. Entretanto, na safra 2007/08 houve efeito linear. Na safra 2006/07, as máximas eficiências técnica (MET) e econômica (MEE) para produtividade comercial de frutos foram obtidas com doses de N de 555 e 546kg ha-1. Para massa média dos frutos extra AA, produção de frutos comerciais em relação à total e produção de frutos extra AA em relação à produção comercial, safra 2006/07, houve ajuste quadrático com o aumento dos níveis de N aplicados, sendo seus pontos de máxima com 478, 486 e 557kg ha-1 de N respectivamente, isto é, próximos às doses de MET e MEE para a produtividade comercial de frutos.

Abstract: The objective of this study was to evaluate the influence of N doses on yield and quality of tomato fruits in a notill system. The research was carried out at field conditions in Epagri - Experimental Station of Caçador, SC, Brazil, during the growing seasons 2006/07 and 2007/08. The treatments were set in a CRB design, with four replications. Treatments were six doses of N, as ammonium nitrate, being 0, 125, 250, 375, 500 and 625 kg ha-1 in 2006/07 and for 2007/08 to 0, 150, 300, 450, 600 e 750 kg ha-1 in 2007/08. The total, commercial, extra AA and extra A, tomato yields followed a quadratic model in response to N rates in the 2006/07 crop. However in 2007/08 there was a linear effect. The maximum technical efficiency (MTE) and maximum economic efficiency (MEE) for commercial fruit yield in 2006/07 crop were obtained with N rates of 555 and 546 kg ha-1. For the average mass of extra AA fruits; commercial fruit production in relation to total production and; production of extra AA fruits in relation to commercial production in 2006/07 crop, there was a quadratic fit with increased levels of N applied, and their maximum points with 478, 486 and 557 kg ha-1 N, respectively, that is, next to the doses of MTE and MEE for commercial fruit yield.


Palavras-chave


Solanum lycopersicum L., adubação de tomateiro, nutrição de plantas

Texto completo:

PDF

Referências


ALVAREZ, V.F.C.; DUETE, R.R.C.; MURAOKA, T. et al. Utilização de fósforo do solo e do fertilizante por tomateiro. Scientia Agrária, v.59, n.1, p.167-172, 2002.

ALVARENGA, M.A.R. Tomate: produção em campo, casa de vegetação e em hidroponia. Lavras: UFLA, 2004. 400p.

ARAÚJO, C.; FONTES, P.C.R.; MOTA, J.H. et al. Estratégias de amostragem para determinação do nitrato residual no solo após o cultivo do tomateiro adubado em sulcos. Acta Scientiarum, Maringá, v.32, n.3, p.485-490, 2010.

COLTMAN, R.R. Yields of greenhouse tomatoes managed to maintain specific petiole SAP nitrate level. HortScience, v.23, n.1, p.148-151, 1988.

CANTARELLA, H.; ANDRADE, C.A.; MATTOS JUNIOR, D. Matéria orgânica do solo e disponibilidade de nitrogênio para as plantas. In: SANTOS, G.A. de; SILVA, L.S.da.; CANELLAS ,L.P. et al. (Eds). Fundamentos da Matéria orgânica do solo: ecossistemas tropicais & subtropicais. Porto Alegre: Metrópole, 2008. Cap.31. p.581-596.

CANTARELLA, H. Nitrogênio. In: NOVAES, R.F.; ALVAREZ, V.H.; BARROS, N.F. Fertilidade do solo. Viçosa, MG: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2007. p.375-470.

CRASWELL, T.; LEFROY, R.D.B. A função da matéria orgânica nos solos tropicais. In: MACHADO, P.L.O.de A. Manejo da matéria orgânica de solos tropicais. Rio de Janeiro: Embrapa Solos. 2001. 20p. (Embrapa Solos. Documentos, 24).

EMBRAPA. Sistema brasileiro de classificação de solos. 2.ed. Rio de Janeiro: Embrapa Solos, 2006. 306p.

FAYAD, J.A.; FONTES, P.C.R.; CARDOSO, A.A. et al. Absorção de nutrientes pelo tomateiro cultivado sob condições de campo e de ambiente protegido. Horticultura Brasileira, Brasília, v.20, n.1, p.90-94, 2002.

FERREIRA, D.F. Sisvar: a computer statistical analysis system. Ciência e Agrotecnologia, v.35, n.6, p.1039-1042, 2011.

FERREIRA, M.M.M.; FERREIRA, G.B.; FONTES, P.C.R. et al. Índice spad e teor de clorofila no limbo foliar do tomateiro em função de doses de nitrogênio e da adubação orgânica, em duas épocas de cultivo. Revista Ceres, v.53, n.305, p.83-92, 2006.

FERREIRA, M.M.M.; FERREIRA, G.B.; FONTES, P.C.R. Eficiência da adubação nitrogenada do tomateiro em duas épocas de cultivo. Revista Ceres, v.57, n.2, p.263-273, 2010. FONTES, P.C.R.; ARAUJO, C. Adubação nitrogenada de hortaliças. Viçosa, MG, 2007. 148p.

FRANCIS, P.B., COOPER, P.E. Rate and timing of nitrogen fertilization on yield and gross revenue of fresh market tomatoes following a winter legume cover crop. Journal of Vegetable Crop Production, v.4, n.1, p.55-65, 1998.

GUIMARÃES, T.G. Nitrogênio no solo e na planta, teor de clorofila e produção do tomateiro, no campo e na estufa, influenciados por doses de nitrogênio. 1998. 184f. Tese (Doutorado) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 1998.

HOFFLAND, E.; JEGER, M.; BEUSICHEM, M.L.van. Effect of nitrogen supply rate on disease resistance in tomato depends on the pathogen. Plant and Soil, v.218, p.239-247, 2000.

HUETT, D.O.; DETTMANN, B. Effect on N on grouth, fruit quality and nutrient uptake of tomatoes grown in sand culture. Australian Journal Experimental Agriculture, v.28, n.3, p.391-399, 1988.

LUCENA, R.R.M. de. Crescimento, partição de assimilados e acúmulo de macronutrientes pelo tomateiro ‘SM-16’ em diferentes coberturas do solo. Mossoró, RN. 2011, 106f. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia) – Universidade Federal Rural do Semiárido, 2011.

MALAVOLTA, E. Manual de nutrição mineral de plantas. São Paulo: Editora Agronômica Ceres, 2006. 638p.

MOREIRA, F.M.S.; SIQUEIRA, J.O. Microbiologia e bioquímica do solo. Lavras: UFLA, 2002. 626p.

MUELLER, S.; WAMSER, A.F.; BECKER, W.F. et al. Indicações técnicas para o tomateiro tutorado na Região do Alto Vale do Rio do Peixe. Florianópolis: Epagri. 2008a, 78p. (Epagri. Sistemas de Produção, 45).

MUELLER, S.; SUZUKI, A.; WAMSER, A.F et al. Adubação do tomate na região do Alto Vale do Rio do Peixe - safras 2006/2007 e 2007/2008. In: 7 REUNIÃO SUL-BRASILEIRA DE CIÊNCIA DO SOLO, 7., 2008, Santa Maria, SM. Anais... Santa Maria: SBCS/NRS, 2008b.

MUELLER, S.; WAMSER, A.F.; SUZUKI, A. et al. Produtividade de tomate sob adubação orgânica e complementação com adubos minerais. Horticultura Brasileira, v.31, n.1, p.86-92, 2013.

OLIVEIRA, A.R.de; OLIVEIRA, S.A.de; GIORDANO, L.de B. et al. Absorção de nutrientes e resposta à adubação em linhagens de tomateiro. Horticultura Brasileira, v.27, n.4, p.498-504, 2009.

PANDOLFO, C; BRAGA, H.J.; SILVA JÚNIOR, V.P. Atlas climatológico digital do Estado de Santa Catarina. Florianópolis: Epagri, 2002. CD-ROM.

SILVA, J.B.C. da; GIORDANO, L.B.; FURUMOTO, O. et al. Cultivo de Tomate para Industrialização. Brasília: Embrapa Hortaliças, 2006. (Sistemas de Produção, 1 - 2ª Ed).

SÍNTESE ANUAL DA AGRICULTURA DE SANTA CATARINA. 2013. Disponível em:

. Acesso: 04 jun. 2014.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIÊNCIA DO SOLO. Manual de Adubação e Calagem para os Estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. 10.ed. Porto Alegre, RS: SBCS/Núcleo Regional Sul, Sociedade de Química e Fertilidade do Solo - RS/SC. 2004. 400p.

ZAMBOLIN, L. (Ed.). Manejo Integrado fitossanidade: Cultivo protegido, pivô central e plantio direto. Viçosa, MG: UFV, 2001. 722p.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Agropecuária Catarinense



REVISTA AGROPECUÁRIA CATARINENSE (RAC) 

       ISSN 2525-6076 on-line
       ISSN 0103-0779 impresso
        

Epagri / Departamento Estadual de Marketing e Comunicação (DEMC)

Editoria Técnica
Fone: (48)3665-5449