Resposta do feijoeiro à adubação foliar com biofertilizantes

Autores

  • Eloi Erhard Scherer Epagri/Cepaf

Palavras-chave:

Phaseolus vulgaris, nutrição, agroecologia, produção orgânica.

Resumo

Recentemente têm surgido no mercado vários tipos de fertilizantes foliares. Alguns desses, denominados de biofertilizantes, são formulados utilizando produtos naturais disponíveis nas propriedades rurais.
Com o objetivo de avaliar alguns biofertilizantes disponíveis no comércio local ou produzidos na propriedade, foi conduzida uma série de experimentos, a campo, com a cultura do feijoeiro. O estudo foi realizado de 2001 a 2003 nos municípios de Chapecó e Guatambu, Região Oeste de Santa Catarina, em Latossolo Vermelho distroférrico típico, sob plantio direto. Foram avaliados os produtos Super Magro, Biosol, Leader, uréia caseira e urina de vaca, aplicados nas concentrações de 1% a 5%, conforme recomendação. Estes produtos foram aplicados em três
épocas: 21, 35 e 49 dias após a emergência das plantas. Não houve resposta do feijoeiro à aplicação foliar de biofertilizantes quando foi realizada adubação com cama de aviário na semeadura. Porém, verificou-se resposta positiva à utilização foliar de biofertilizantes, quando não foi utilizado adubo na semeadura do feijão.

Downloads

Publicado

2021-05-27

Como Citar

Scherer, E. E. (2021). Resposta do feijoeiro à adubação foliar com biofertilizantes. Agropecuária Catarinense, 19(1), 85-88. Recuperado de https://publicacoes.epagri.sc.gov.br/rac/article/view/922

Edição

Seção

Artigo Científico

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.