Propriedades químicas do solo e produtividade de milho e feijão no sistema orgânico com uso de diferentes fontes de adubo

Autores

  • Eloi Erhard Scherer Epagri / Centro de Pesquisa para Agricultura Familiar (Cepaf)
  • Evandro Spagnollo Epagri/CEPAF

Palavras-chave:

esterco compostado, produção orgânica, fonte de nutrientes, qualidade do solo

Resumo

Em um experimento conduzido na Epagri/Centro de Pesquisa para Agricultura Familiar, em Chapecó, SC, foram avaliadas diferentes fontes de adubo nas culturas de milho e feijão no sistema orgânico com planto direto. Os adubos sólidos (cama de aviário, composto de esterco de aves, composto de esterco de suínos e composto de esterco de bovinos) foram aplicados a lanço na superfcie do solo, nas doses de 5 e 10t ha-1 (base seca), e o esterco líquido de suínos (ELS) nas doses de 30 e 60m3 ha-1 nos cultvos de feijão e milho respectivamente. Nove anos após o início da pesquisa, foram coletadas amostras de solo em três profundidades: até 5, 5 a 10 e 10 a 20cm. Os adubos sólidos apresentaram desempenho melhor na produção de feijão, e o ELS, na produção de milho. A aplicação anual dos adubos orgânicos proporcionou aumento nos teores de matéria orgânica, na capacidade de troca de cátons e na disponibilidade de P, K, Zn, Ca e Mg na camada superfcial do solo (até 5cm). As alterações nas propriedades químicas do solo foram maiores com aplicação de esterco sólido e compostos orgânicos, refletndo o efeito das diferentes quantdades de nutrientes adicionadas.

Downloads

Publicado

2020-04-28

Como Citar

Scherer, E. E., & Spagnollo, E. (2020). Propriedades químicas do solo e produtividade de milho e feijão no sistema orgânico com uso de diferentes fontes de adubo. Agropecuária Catarinense, 27(1), 80-85. Recuperado de https://publicacoes.epagri.sc.gov.br/rac/article/view/587

Edição

Seção

Artigo Científico