Avaliação de sistemas de previsão para a septoriose do tomateiro tutorado em Caçador, SC, Brasil.

Autores

  • Walter Ferreira Becker Epagri / E.E. Caçador, C.P. 591, CEP 89.501-032 Caçador, SC

DOI:

https://doi.org/10.22491/RAC.2019.v32n3.8

Palavras-chave:

Solanum lycopersicum, sistema de alerta, TomCast, Septoria lycopersici, método de controle.

Resumo

A septoriose, causada pelo fungo Septoria lycopersici é uma das mais importantes doenças do tomateiro tutorado em Caçador, SC, Brasil. A doença é geralmente controlada pela aplicação preventiva de fungicidas. Experimentos de campo foram realizados com o objetivo de avaliar sistemas de previsão desta doença; um com base no sistema TomCast (10, 15 e 20 valores de severidade – VSD), outro pelo período de molhamento foilar (limiar ≥ 12 horas), ambos comparados com a aplicação semanal de fungicidas. O TomCast utiliza a duração do molhamento foliar e a temperatura média deste período para calcular o valor de severidade diário da doença (VSD). Não houve diferença significativa entre o tratamento semanal e os previsores em relação à produtividade, severidade final, área abaixo da curva do progresso da doença e taxa de infecção aparente (r). Entretanto, com o tratamento 20-VSD houve redução de 12,5 a 70% das pulverizações em relação ao tratamento semanal.

 

Biografia do Autor

Walter Ferreira Becker, Epagri / E.E. Caçador, C.P. 591, CEP 89.501-032 Caçador, SC

Engenheiro-agrônomo, Fitopatologista, Dr., Epagri/Estação Experimental de Caçador, Caçador, SC, e-mail:wbecker@epagri.sc.gov.br. Rua Abílio Franco, 1500, Bairro Bom Sucesso, 89501-032, Caçador, SC, fone;(49) 3561-6803.

Downloads

Publicado

2019-10-03

Como Citar

Becker, W. F. (2019). Avaliação de sistemas de previsão para a septoriose do tomateiro tutorado em Caçador, SC, Brasil. Agropecuária Catarinense, 32(3), 62-67. https://doi.org/10.22491/RAC.2019.v32n3.8

Edição

Seção

Artigo Científico