Avaliação agronômica de cultivares cítricos na região da Grande Florianópolis, Brasil

Autores

  • Luana Aparecida Castilho Maro Epagri / E. Experimental de Itajai
  • Keny Henrique Mariguele Epagri/Estação Experimental de Itajaí https://orcid.org/0000-0001-5344-2302

DOI:

https://doi.org/10.52945/rac.v35i3.1511

Palavras-chave:

Citrus spp., laranja, tangerina, variedades, frutas de mesa, produção, qualidade

Resumo

 Para obter uma citricultura competitiva é necessário que o agricultor disponha de variedades que atendam a diversos requisitos, tais como: boa produção, frutos de qualidade e oferta em períodos de entressafra dos principais genótipos
cultivados. Portanto, o objetivo deste trabalho foi avaliar o desempenho agronômico de cultivares cítricos do grupo das laranjeiras e tangerineiras em pomar implantado no município de Biguaçu, Grande Florianópolis, no ano de 2010. Foram estudados parâmetros referentes ao crescimento vegetativo, eficiência produtiva, morfologia dos frutos e características de qualidade interna dos frutos. Os cultivares cítricos apresentaram qualidade compatível com a demanda do mercado de frutas de mesa e também apresentaram bom desempenho agronômico com destaque para ‘Champanha’ e ‘Satsuma Okitsu’.

Biografia do Autor

Luana Aparecida Castilho Maro, Epagri / E. Experimental de Itajai

Engenheira agrônoma graduada pela Universidade Estadual de Montes Claros (2007), mestre em Fitotecnia pela Universidade Federal de Viçosa (2010), doutora em Fitotecnia pela Universidade Federal de Lavras (2011) e pós-doutora pela mesma instituição em 2013. Possui Formação Pedagógica em Ciências Biológicas (Licenciatura) pela Universidade Vale do Rio Verde (2012). Possui experiência na área de fruticultura com ênfase em tratos culturais, manejo e fisiologia pós-colheita. É pesquisadora da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina - Epagri, Estação Experimental de Itajaí, com projetos na área de citricultura e bananicultura.

Keny Henrique Mariguele, Epagri/Estação Experimental de Itajaí

Engenheiro Agronômo pela Universidade Federal Rural do Semi-Árido (2004), especialização em Proteção de Plantas pela Universidade Federal de Viçosa (2009), mestrado em Agronomia (Genética e Melhoramento de Plantas) pela Universidade Federal de Lavras (2006) e doutorado em Genética e Melhoramento pela Universidade Federal de Viçosa (2010). Trabalhou quatro anos e três meses na RiceTec Sementes Ltda como melhorista, no desenvolvimento de linhas A (macho estéril), B (mantenedora) e R (restauradora) para a produção de híbridos de arroz. Desde setembro de 2014 integra o quadro de pesquisadores da Epagri, na Estação Experimental de Itajaí SC, onde trabalha com melhoramento de palmeira-real-da-austrália para produção de palmito.

Referências

ANDERSON, C. Variedades cultivadas en el area del rio Uruguay. In: INTA. Manual para productores de naranja y mandarina de la región del Rio Uruguay. Córdoba, 1996. p.63-92.

AGOSTINI, J. da S. Caracterização, conservação pós-colheita, processamento mínimo e adubação na qualidade de laranja 'Champagne' (Citrus sinensis L. Osbeck). 2012. (Tese de doutorado). UFGD, Dourados, MS, 2012.

AGUSTÍ, M.; ALMELA, V. Aplicación de fitorreguladores em citricultura. Barcelona, AEDOS, 1991, 263p.

BARNI, E.J.; KOLLER, O.L.; SILVA, M.C. Mercado catarinense de citros, In: KOLLER, O.L. (Org.). Citricultura catarinense, Florianópolis: Epagri, 2013, p,17-40.

BRUGNARA, E.; SABIÃO, R.R. Desempenho de tangerinas precoces enxertadas em citrange Carrizo e citrumelo Swingle. Citrus Research & Technology, v.41, e1058, 2020.

CRUZ, C.D. GENES – a software package for analysis in experimental statistics and quantitative genetics. Acta Scientiarum, v.35, n.3, p.271-276, 2013.

CRUZ, C.D. Genes Software – extended and integrated with the R, Matlab and Selegen, Acta Scientiarum, v.38, n.4, p.547-552, 2016.

CRUZ, C.D.; REGAZZI, A.J.; CARNEIRO, P.C.S. Modelos biométricos aplicados ao melhoramento genético, v1, 3ed, Viçosa: UFV, 480p. 2004.

EL-OTMANI, M. Usos principais de reguladores de crescimento na produção de citros. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE CITROS: FISIOLOGIA, 2, 1992, Bebedouro-SP. Anais [...] Campinas, SP: Fundação Cargill, 1992. 226p., p.43-51.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE, Produção Agrícola Municipal, Rio de Janeiro: IBGE, 2021, Disponível em: https://sidra,ibge,gov,br/tabela/1613#resultado. Acesso em: 15 set. 2022.

JACOBS, M.B. The chemical analysis of foods and food products, New York, Van Nostrand, 979p., 1958.

FOX, J.; WEISBERG, S. An {R} Companion to Applied Regression. Third Edition, Thousand Oaks CA: Sage, 2019.

GARMENDIA, A.; BELTRÁN, R.; ZORNOZA, C; GARCÍA-BREIJO, F.J.; REIG, J.; MERLE, H. Gibberellic acid in Citrus spp. flowering and fruiting: a systematic review. Plos One, v.14, n.9, E0223147, 2019. DOI: https://doi.org/10.1371/journal.pone.0223147

KOLLER, O.C. Citricultura: cultura de tangerineiras - tecnologia de produção, pós-colheita e industrialização. Porto Alegre: Rígel, 2009. 400p.

KOLLER, O.L.; SOPRANO, E. Principais cultivares cítricos. In: KOLLER, O.L. (Org.). Citricultura catarinense, Florianópolis: Epagri, 2013, p.57-119.

LEME JUNIOR, J.; MALAVOLTA, E. Determinação fotométrica de ácido ascórbico, Anais da ESALQ, v.7, p.115-129, 1950.

MENDEL, K. Rootstock-scion relationships in Shamouti trees on light soil, Ktavim, v.6, p.35 - 60, 1956.

MENDIBURO, F. de. Agricolae: Statistical Procedure for Agricultural Research. R package version 1,3-3, 2020.

OLIVEIRA, R.P; GONÇALVES, A.S.; SCIVITTARO, W.B.; NAKASU, B.Y. Fisiologia da formação de sementes em citros. Pelotas: Embrapa Clima Temperado, 2004, 27 p. (Documentos, 119).

PRIMO-MILLO, E. Regulación del cuajado del fruto en los citricos. In: CONGRESO DE CITRICULTURA DE LA PLANA, 1, 1993, Nules, Espanha. Anais [...] Valência: Ajunta de Nules, 1993. 291p. p.57-74.

R CORE TEAM. R: A language and environment for statistical computing. R Foundation for statistical computing, Vienna, Austria, 2022.

SCHMILDT, E.R.; NASCIMENTO, A.L.; CRUZ, C.D.; OLIVEIRA, J.A.R. Avaliação de metodologias de adaptabilidade e estabilidade de cultivares milho. Acta Scientiarum, v.33, n.1, p.51-58, 2011. DOI: 10.4025/actasciagron.v33i1.5817

VENCOVSKY, R.; BARRIGA, P. Genética biométrica no fitomelhoramento. Revista Brasileira de Genética, Ribeirão Preto, 496p. 1992.

WICKHAM, H. ggplot2: Elegant Graphics for Data Analysis. Springer-Verlag, New York. 2016.

ZUCCONI, F., MONSELISE, S.P., GOREN, R. Growth abscission relationships in developing orange fruit. Scientia Horticulturae, v.9, p.137-146, 1978.

Downloads

Publicado

2022-12-26

Como Citar

Maro, L. A. C., & Mariguele, K. H. (2022). Avaliação agronômica de cultivares cítricos na região da Grande Florianópolis, Brasil. Agropecuária Catarinense, 35(3), 90-96. https://doi.org/10.52945/rac.v35i3.1511

Edição

Seção

Artigo Científico