Distribuição espacial de atributos químicos do solo no Estado de Santa Catarina

Autores

  • Carla Maria Pandolfo Epagri/Estação Experimental de Campos Novos
  • Milton da Veiga Epagri/Estação Experimental de Campos Novos
  • Evandro Spagnollo Epagri/Centro de Pesquisa para Agricultura Familiar
  • Cristiana Pandolfo Epagri/Centro de Informações de Recursos Ambientais e Hidrometeorologia de Santa Catarina
  • Luiz Albano Hammes Agroconsult ltda

Palavras-chave:

pH em água, matéria orgânica, saturação por alumínio, saturação por bases, macronutrientes, micronutrientes

Resumo

A elaboração de mapas de atributos químicos do solo consttui-se em uma ferramenta para o planejamento de ações regionalizadas para correção daqueles que apresentam níveis limitantes à produção agrícola. A distribuição espacial de dez atributos químicos no Estado de Santa Catarina foi determinada a partr de coleta padronizada de amostras de solos em lavouras dos dois sistemas de uso e manejo mais representatvos de cada região, na camada de até 20cm de profundidade. As médias dos valores dos atributos determinados nas lavouras de cada município foram georreferenciadas nas coordenadas geográfcas de sua sede, elaborando-se mapas com a distribuição espacial de classes de valores com o sofware ILWIS 3.2 Academic. Observou-se grande variação espacial dos atributos químicos do solo no Estado, com maiores teores de potássio e manganês trocáveis e de fósforo, cobre e zinco extraíveis na região Oeste; menores valores de pH em água e teor de matéria orgânica ao longo do Litoral e no Alto Vale do Itajaí; e maior teor de matéria orgânica e menores pH em água, saturação por bases e fósforo disponível no Planalto Sul. Essas informações são fundamentais para a elaboração de planos de uso e manejo do solo considerando as peculiaridades regionais.

Downloads

Publicado

2020-04-28

Como Citar

Pandolfo, C. M., da Veiga, M., Spagnollo, E., Pandolfo, C., & Hammes, L. A. (2020). Distribuição espacial de atributos químicos do solo no Estado de Santa Catarina. Agropecuária Catarinense, 27(2), 55-61. Recuperado de https://publicacoes.epagri.sc.gov.br/rac/article/view/573

Edição

Seção

Artigo Científico

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.