Engorda do polvo Octopus vulgaris em gaiolas flutuantes de pequeno volume

Autores

  • Penélope Bastos Teixeira Laboratório de Moluscos Marinhos (UFSC)
  • André Gustavo Brandão
  • Jaime Fernando Ferreira Laboratório de Moluscos Marinhos (UFSC)
  • Cláudio Manoel Rodrigues Melo Laboratório de Moluscos Marinhos (UFSC)

Palavras-chave:

Aquicultura, cultivo, Octopus vulgaris

Resumo

O objetvo deste trabalho foi avaliar a sobrevivência e o ganho de peso de oito polvos (Octopus vulgaris) capturados em área aquícola, sendo cinco fêmeas (952 ± 101g) e três machos (787 ± 150g). Os polvos foram mantdos em duas gaiolas flutuantes de 0,5m3 e alimentados com dieta mista (40% crustáceo, 30% mexilhão e 30% rejeitos de pesca). A média do ganho de peso foi de 444g para as fêmeas e 467g para os machos em 36 dias de cultvo, com 100% de sobrevivência. Os resultados preliminares obtdos apontam a engorda de polvos em sistema de cultvo artesanal como potencial e inovadora atividade a ser desenvolvida na maricultura catarinense.

Downloads

Publicado

2020-04-28

Como Citar

Teixeira, P. B., Brandão, A. G., Ferreira, J. F., & Melo, C. M. R. (2020). Engorda do polvo Octopus vulgaris em gaiolas flutuantes de pequeno volume. Agropecuária Catarinense, 27(1), 51-53. Recuperado de https://publicacoes.epagri.sc.gov.br/rac/article/view/581

Edição

Seção

Informativo Técnico

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.