Crescimento inicial de espécies vegetais na presença dos herbicidas imazapyr + imazapic em água

Autores

  • José Alberto Noldin
  • Fátima Teresinha Rampelotti Esalq/USP/Departamento de Entomologia
  • Mariane D'´Avila Rosenthal Universidade Federal de Pelotas
  • Jesus Juarez Oliveira Pinto Universidade Federal de Pelotas

Palavras-chave:

plantas bioindicadoras, imidazolinonas, arroz Clearfield.

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar o crescimento inicial de espécies vegetais visando selecionar aquelas mais adequadas para uso como indicadoras da presença dos herbicidas imazapyr + imazapic, em água. As espécies avaliadas foram rabanete, tomate, pepino, sorgo, feijão e as cultivares de arroz Cypress CL, IRGA 422 CL e IRGA 417. As concentrações de herbicidas foram zero, 1, 10, 100 e 1.000μg/L da formulação WG do herbicida codificado como BAS 714 (imazapyr + imazapic), utilizando o sistema de produção de mudas “floating”. As avaliações foram realizadas aos sete e 14 dias após a semeadura (DAS), sendo determinados a fitomassa seca total e o comprimento do sistema aéreo e da raiz principal das plântulas. Todas as espécies testadas têm o desenvolvimento inicial de plântulas afetado pelo herbicida BAS 714. As melhores bioindicadoras da presença do herbicida em solução são as cultivares de arroz IRGA 417 e IRGA 422 CL, rabanete, tomate, pepino e sorgo, por apresentarem suscetibilidade a partir das concentrações mínimas avaliadas. As variáveis avaliadas (produção de fitomassa seca,
comprimento do sistema aéreo e comprimento da raiz principal) são adequadas para a avaliação da presença do herbicida BAS 714 em água. Aos 14 DAS, as plantas expressam de forma mais evidente os sintomas do herbicida.

Downloads

Publicado

2021-01-26

Como Citar

Noldin, J. A., Rampelotti, F. T. ., Rosenthal, M. D. ., & Pinto, J. J. O. (2021). Crescimento inicial de espécies vegetais na presença dos herbicidas imazapyr + imazapic em água. Agropecuária Catarinense, 22(1), 69-75. Recuperado de https://publicacoes.epagri.sc.gov.br/rac/article/view/810

Edição

Seção

Artigo Científico