Efeito de rizobactérias em sementes e mudas de cebola

Autores

  • Oscar Emílio Ludtke Harthmann Ifet Catarinense
  • Átila Francisco Mogor UFPR/PGAPV
  • João Américo Wordell Filho Epagri/Estação Experimental de Ituporanga
  • Wilmar Cório da Luz RAPP

Palavras-chave:

Allium cepa, RPCV

Resumo

Este trabalho avalia o efeito de rizobactérias na germinação e no crescimento de mudas de cebola. Os tratamentos utilizados foram dez isolados de Pseudomonas e Bacillus microbiolizados isoladamente nas sementes. O efeito da microbiolização das sementes foi avaliado em laboratório e canteiros. Houve influência de rizobactérias
sobre a germinação e desenvolvimento de plântulas de cebola em laboratório. As rizobactérias que promoveram melhor germinação e desenvolvimento de plântulas foram Bacillus megaterium, isolados W7 e W19, e Bacillus cereus UFV40. Os tratamentos não apresentaram efeito significativo no crescimento das mudas nem na redução na severidade da doença Botrytis squamosa na fase de canteiros.

Downloads

Publicado

2020-12-21

Como Citar

Harthmann, O. E. L., Mogor, Átila F. ., Wordell Filho, J. A., & da Luz, W. C. . (2020). Efeito de rizobactérias em sementes e mudas de cebola. Agropecuária Catarinense, 22(3), 59-63. Recuperado de https://publicacoes.epagri.sc.gov.br/rac/article/view/831

Edição

Seção

Artigo Científico