Sanidade de sementes de feijoeiro em Santa Catarina no período de 1993 a 2003

Autores

  • Gustavo de Faria Theodoro Epagri/Cepaf

Palavras-chave:

patologia de sementes, Phaseolus vulgaris.

Resumo

Foi avaliada a sanidade de 139 amostras de sementes de feijão utilizadas no Estado de Santa Catarina, durante o período de 1993 a 2003, utilizando-se o método do papel de filtro, cujas sementes permaneceram incubadas por sete dias, a 25 C, com fotoperíodo de 12 horas. Verificou-se que a incidência de Colletotrichum lindemuthianum esteve acima do índice de tolerância para sementes fiscalizadas somente no período de 1999 a 2001. Phaeoisariopsis griseola apresentou baixa incidência e freqüência nas amostras avaliadas. Foram constatadas elevada incidência de patógenos de solo e prevalência de Aspergillus spp., Penicillium spp., Chaetomium spp. e Cladosporium spp. em todas as amostras, indicando a necessidade de melhorias no sistema de produção e armazenamento de sementes.

Downloads

Publicado

2021-06-23

Como Citar

Theodoro, G. de F. (2021). Sanidade de sementes de feijoeiro em Santa Catarina no período de 1993 a 2003. Agropecuária Catarinense, 18(1), 72-76. Recuperado de https://publicacoes.epagri.sc.gov.br/rac/article/view/957

Edição

Seção

Artigo Científico

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.