Crescimento e atributos fenológicos dos cultivares de goiabeira-serrana em São Joaquim, SC

Marlise Nara Ciotta, Karine Louise dos Santos, Mateus da Silveira Pasa

Resumo


A feijoa é uma espécie de ocorrência espontânea na região Sul do Brasil e no Uruguai, pertencente à família Myrtaceae. Apesar de sua adaptação e potencial produtivo, ainda é pouco cultivada comercialmente, diferente do que ocorre em outros países onde a espécie foi introduzida e já vem sendo amplamente cultivada. Com vistas a propiciar o cultivo no Brasil, quatro cultivares comerciais foram lançadas pela Epagri em parceria com a Universidade Federal de Santa Catarina. O objetivo deste estudo foi avaliar o desenvolvimento vegetativo, fenológico e produtivo dos cultivares ao longo de três safras. Observou-se que não existe diferença de desenvolvimento vegetativo entre eles, em termos de diâmetro de tronco e altura de planta. Quanto ao grau de produção, pelo menos em duas safras avaliadas, os cvs Alcântara e Helena foram superiores às demais e não diferiram entre si.


Palavras-chave


feijoa; desenvolvimento vegetativo; grau de produção

Texto completo:

PDF

Referências


AMARANTE, C.V.T; SANTOS, K.L. Goiabeira-serrana (Acca sellowiana). Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, SP, v.33, n. 1 p.001-334, 2013.

ANTUNES, L.E.C.; GONÇALVES, E.D.; RISTOW, N.C. et al. Fenologia, produção e qualidade de frutos de mirtilo. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, DF, v.43, n.8, p.1011-1015, 2008.

CIOTTA, M.N.; ARIOLI, C.J.; PINTO, F.A.M.F.; SANTOS, K. dos; ARAUJO, L.; PASA, M. da S. (Orgs.). A cultura da goiabeira-serrana. Florianópolis: Epagri, 2018. 216p.

DUCROQUET, J.P.H.J.; SANTOS, K.L., ANDRADE, E.D., BONETI, J.I.S., BONIN, V.. As primeiras cultivares brasileiras de goiabeira serrana: SCS411 Alcântara e SCS412 Helena. Agropecuária Catarinense, Florianópolis, SC, v. 20, p.77-80, 2007.

DUCROQUET, J. P. H. J., NUNES, E., GUERRA, M.P., NODARI, R.O.. Novas cultivares brasileiras de goiabeira-serrana SCS414 Mattos e SCS415 Nonante. Agropecuária Catarinense, Florianópolis, SC v. 21, n. 2, p.77-80, 2008.

FISCHER, G. Ecofisiología, crecimiento y desarrollo de la feijoa pp. 9-26. En: Fischer, G., D. Miranda, G. Cayón y M. Mazorra (eds.). Cultivo, poscosecha y exportación de la Feijoa (Acca sellowiana Berg). Produmedios, Bogotá, 2003, 152 p.

SANTOS, K. L. dos (Org.) Orientações para o cultivo da goiabeira serrana (Acca sellowiana). Florianópolis: Epagri, 2 ed., 2012 44p. (Boletim Técnico, 153)

TOMAZ, Z.F.P.; LIMA, C.S.M.; GONÇALVES, M.A.; RUFATO, L.; RUFATO, A.D.R. Crescimento vegetativo, floração e frutificação efetiva do pessegueiro 'Jubileu' submetido a diferentes comprimentos de interenxertos. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, DF, v. 45, n. 9, p. 973-979, 2010.

THORP, T.G.; BIELESKI, R. Feijoas: origins, cultivation and uses. Auckland: David Bateman, 2002. 87p.

WESTON, R.J. Bioactive products from fruit of the feijoa (Feijoa sellowiana, Myrtaceae): A review. Food Chemistry, v.121, p. 923-926, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Revista Agropecuária Catarinense



REVISTA AGROPECUÁRIA CATARINENSE (RAC) 

       ISSN 2525-6076 on-line
       ISSN 0103-0779 impresso
        

Epagri / Departamento Estadual de Marketing e Comunicação (DEMC)

Editoria Técnica
Fone: (48)3665-5449