A origem da heterogeneidade da brotação em regiões de inverno ameno

Gabriel Berenhauser Leite

Resumo


Sob condições de inverno ameno, espécies frutíferas temperadas sofrem problemas agronômicos resultantes de brotamento e floração heterogêneo. O padrão de evolução da dormência e da brotação de pessegueiro foi estudado usando condições experimentais que forneceram plantas com 1) Condições naturais de inverno em clima temperado (CN), 2) Privação parcial de frio (PPF) e 3) Privação total de frio (PTF). A endodormência das gemas vegetativas foi caracterizada por meio do teste de estacas de gema única. As plantas com privação de frio, tanto parcial, como total, apresentaram evolução da dormência e taxa de brotação alterada em relação as plantas sob CN. Os padrões de brotação dependeram dos padrões de saída da endodormência das gemas, tanto no tempo quanto no espaço. Pelo comportamento observado na evolução da dormência e da brotação, podemos inferir que, em condições de inverno temperado, o gradiente de brotação tem origem na capacidade de crescimento das gemas após a saída da endodormência, enquanto que em condições de privação parcial de frio, a origem está na evolução diferencial da endodormência das gemas ao longo do ramo.

Palavras-chave


Prunus persica; dormência; privação de frio; evolução da dormência

Texto completo:

PDF

Referências


HERTER, F.G. Dormance de bourgeons et phenologie de quelques cultivar de pommier: effet de la température en interaction avec le génotype. 1992. 162p. Tése. (Doutorado em Fisiologia Vegetal) – Universidade Blaise Pascal, Clermont-Ferrand, França.

LEITE, G.B.; BONHOMME, M.; LACOINTE, A.; RAGEAU, R.; SAKR, S.; GUILLIOT, A.; MAUREL, K.; PETEL, G.; RODRIGUES, A. C. Influence of Lack of Chilling on Bud-break Patterns and Evolution of Sugar Contents in Buds and Stem Tissues along the One-year-old Shoot of the Peach Trees. Acta Horticulturae, Brugge, v. 662, p. 61-71, 2004.

LEITE, G.B. Évolution des états de bourgeons et leur hétérogénéité le long du rameau d’un an de pêcher sous differents régimes de temperatures aprés l’installation de l’endodormance. 2004. 168p. Tese. (Doutorado em Fisiologia Vegetal) – Universidade Blaise Pascal, Clermont-Ferrand, França.

PETRI, J.L.; LEITE, G.B. Consequences of Insufficient Winter Chilling on Apple Tree Bud-break. Acta Horticulturae, Vol. 662, pp. 53-60, 2004.

RICHARDSON, E.A.; SEELEY, S.D.; WALKER, D.R. A model for estimating the completion of rest for Redhaven and Alberta peach trees. HortScience, v.9, n.4, p. 331-332. 1974.

WEINBERGER, J.H. Effects of high temperatures during the breaking of the rest of Sullivan Elberta peach buds. Proceedings of the American Society for Horticultural Science, v.63, p.157–162.1954.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Revista Agropecuária Catarinense



REVISTA AGROPECUÁRIA CATARINENSE (RAC) 

       ISSN 2525-6076 on-line
       ISSN 0103-0779 impresso
        

Epagri / Departamento Estadual de Marketing e Comunicação (DEMC)

Editoria Técnica
Fone: (48)3665-5449