Comportamento de híbridos de couve-flor em plantio direto sob manejo fitossanitário convencional e alternativo no cultivo de inverno/primavera em Santa Catarina

Autores

DOI:

https://doi.org/10.52945/rac.v34i1.1036

Palavras-chave:

agrotóxicos, Brassica oleracea var. botrytis, rendimento, sistemas de produção.

Resumo

O objetivo do estudo foi avaliar o desempenho de híbridos de couve-flor em sistema de manejo fitossanitário convencional e alternativo. Dois experimentos foram realizados na Inserir local em agosto de 2018 e 2019. Em cada manejo foi adotado delineamento de blocos ao acaso com quatro repetições, tendo como parcelas vinte plantas de cada cultivar, parcela útil constituída por seis plantas centrais. Os híbridos de couve-flor Alpina, Verona e Júlia são os mais indicados para a semeadura em cultivos de inverno/primavera, na região do Alto Vale do Itajaí, SC. O controle de pragas e doenças é possível com produtos fitossanitários de menor toxicidade.

Biografia do Autor

João Vieira Neto, Epagri/ Estação experimental de Ituporanga

Graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Lavras (1994), mestrado em Agronomia (Estatística e Experimentação Agropecuária) pela Universidade Federal de Lavras (1998) e doutorado em Agronomia (Produção Vegetal) pela Universidade Federal de Santa Maria (2006). Foi professor titular de Estatística na Universidade Comunitária Regional de Chapecó - SC (1998-2006), pesquisador da Epamig - MG (2006-2010) na área de produção vegetal e experimentação agrícola. Atualmente trabalha na Epagri/Estação Experimental de Ituporanga - SC.

 

Francisco Olmar Gervine de Menezes Júnior, Epagri/ Estação experimental de Ituporanga

Possui graduação em Engenharia Agronômica (1994), mestrado (1998) e doutorado (2003) em Produção Vegetal pela Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel (FAEM) - Universidade Federal de Pelotas (UFPel) e especialização (2010) em Cultura de Tecidos Vegetais pela Universidade Federal de Lavras (UFLA). Atualmente é Agente Técnico de Formação Superior IV - Pesquisador em Olericultura da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina / EPAGRI. Foi professor universitário (UFRGS e UERGS), pesquisador bolsista DCR-1(CNPq) e extensionista junto ao SENAR-RS e CODEVASF. Consultor ad hoc da FAPESC e FAPES, e dos periódicos Scientia Horticulturae, Ciência Rural, Revista Brasileira de Agroecologia, Revista de Ciências Agroveterinárias e Agropecuária Catarinense, entre outros. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Olericultura. Desenvolve pesquisas relacionadas a Produção Integrada e Orgânica de Cebola; Desenvolvimento de cultivares de batata; Avaliação de cultivares de Morango, Pepineiro e Brássicas; e Cultivo sem Solo do Morangueiro, Tomateiro e Pepineiro em Ambiente Protegido. Possui 96 trabalhos técnicos registrados no SEPROTEC (sistema de registro de publicações da Epagri) e 6 tecnologias no SETEC (sistemas de registro de tecnologias da Epagri). Desenvolveu 11 processos ou tecnologias para hortaliças com trabalhos publicados. Participa em 6 projetos registrados no sistema de planejamento da Epagri (SEPLAN). Coordenou projetos, reconhecidos pela ONU - FAO e publicados na Plataforma de Boas Práticas para o Desenvolvimento Sustentável (http://www.boaspraticas.org.br/index.php/pt/), que proporcionaram o desenvolvimento do Sistema de Produção Integrada de Cebola junto ao MAPA. É membro da Comissão Estadual da Produção Integrada Agropecuária de Santa Catarina - CEPIB-SC/MAPA e Coordenador da Comissão Técnica para a Produção Integrada de Cebola - MAPA.

Paulo Antônio de Souza Gonçalves, Epagri/ Estação experimental de Ituporanga

Graduado em Agronomia pela Universidade Federal de Lavras (1985), mestrado em Agronomia (Entomologia) pela Universidade Federal de Lavras (1989) e doutorado em Ecologia e Recursos Naturais pela Universidade Federal de São Carlos (2001). Atua na função de pesquisador desde 1990 na Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina S.A. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Agroecologia, Agricultura orgânica, Entomologia Agrícola. Trabalhos publicados e assessoria nos seguintes temas: manejo ecológico e orgânico de hortaliças com foco em cebola; Allium cepa; manejo ecológico de tripes, Thrips tabaci; agroecologia; agricultura orgânica; manejo ecológico de mosca-das-frutas, Anastrepha fraterculus; homeopatia vegetal. Atua em apoio técnico e assessoria em agroecologia a agricultores. Cursos de Agroecologia e Manejo de Pragas em Cebola para agricultores e técnicos. Possui registrado no sistema de publicações da Epagri (SEPROTEC) 210 trabalhos técnicos em publicações diversas (data 10/12/2019). Desenvolveu 5 produtos tecnológicos (substâncias em altas diluições) para manejo orgânico na cultura da cebola e 2 para rúcula com trabalhos publicados. Desenvolveu 24 processos ou tecnologias para hortaliças com trabalhos publicados. Realizou 185 produções técnicas entre, assessorias, apresentações diversas, trabalhos técnicos e mini-cursos. Participa em 10 projetos registrados no sistema de planejamento da Epagri (SEPLAN) (data 10/12/2019).

Referências

CQFS-RS/SC. Manual de calagem e adubação para os estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. 11.ed. Santa Maria: Sociedade Brasileira de Ciências do Solo – Núcleo Regional Sul, 2016. 376p.

LOPES, C.V.A.; ALBUQUERQUE, G.S.C. Agrotóxicos e seus impactos na saúde humana e ambiental: uma revisão sistemática. Saúde em Debate, v. 42, p. 518-534, 2018.

MELO, R. A. C.; MADEIRA, N. R.; PEIXOTO, J. R. Cultivo de brócolos de inflorescência única no verão em plantio direto. Horticultura Brasileira, v.28, n.1, p. 23-28, 2010. Disponível em:<http://www.scielo.br/pdf/hb/v28n1/a05v28n1.pdf> Acesso em: 09 set. 2019.

MONTEIRO, B. C. B. A; CHARLO, H. C. O.; BRAZ, L.T. Desempenho de híbridos de couve-flor de verão em Jaboticabal. Horticultura Brasileira, v.28, n.1, p. 115-119, 2010. Disponível em:<http://www.scielo.br/pdf/hb/v28n1/a22v28n1.pdf> Acesso em: 10 set. 2019.

MORAIS JÚNIOR, O. P. de.; CARDOSO, A. F.; LEÃO, É. F.; PEIXOTO, N. Desempenho de cultivares de couve-flor de verão em Ipameri. Ciência Rural, v.42, n.11, p.1923-1928, 2012. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/cr/2012nahead/a30512cr6583.pdf>. Acesso em: 18 jul. 2019.

PERUCH, M. A. L.; SILVA, A. C. F. da. Avaliação de híbridos de repolho, couve-flor e brócolis sob cultivo orgânico, em duas épocas de plantio, no Litoral Catarinense. Agropecuária Catarinense, Florianópolis, v.19, n.3, p.87-90, 2006. Disponível em: . Acesso em: 20 jul. 2019.

R CORE TEAM. R: A language and environment for statistical computing. R Foundation for Statistical Computing, Vienna, Austria. 2017. Disponível em: https://www.R-project.org/. Acesso em: 25 jul. 2018.

VIEIRA NETO, J.; GONÇALVES, P. A. de S.; MENEZES JÚNIOR, F. O. G. de; ARAÚJO, E. R. de; KURTZ, C. Desempenho de cultivares de couve-flor em diferentes manejos fitossanitários em cultivos de verão/outono, sob plantio direto, em Santa Catarina. Vértices, v. 22, p. 82-91, 2020. Disponível em: < http://essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/vertices/article/view/14576/12692>. Acesso em: 17 jul. 2020.

Downloads

Publicado

2021-04-29

Como Citar

Vieira Neto, J., Menezes Júnior, F. O. G. de, & Gonçalves, P. A. de S. (2021). Comportamento de híbridos de couve-flor em plantio direto sob manejo fitossanitário convencional e alternativo no cultivo de inverno/primavera em Santa Catarina. Agropecuária Catarinense, 34(1), 31-33. https://doi.org/10.52945/rac.v34i1.1036

Edição

Seção

Nota Científica

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.