BRS SCS BELLUNA – um novo cultivar de banana para processamento e consumo fresco

Autores

Palavras-chave:

Musa sp AAA, seleção clonal

Resumo

BRS SCS Belluna (AAA) é um novo cultivar de banana desenvolvido pelos programas de melhoramento de bananeira da Embrapa e da Epagri. Destacam-se neste cultivar qualidades nutricionais diferenciadas, uma vez que as suas frutas são ricas em fibras e apresentam menores conteúdos de carboidratos e de valores calóricos quando comparadas às frutas dos subgrupos mais comercializados no país, Prata e Cavendish. O cultivar BRS SCS Belluna é resistente ao Mal do Panamá e ao complexo de Sigatoka, principais problemas fitossanitários da bananicultura no Brasil. O cultivar ainda apresenta uma produtividade média
que pode chegar a 40t ha-1 em condições ambientais favoráveis. Desta forma, recomenda-se o plantio do ‘BRS SCS Belluna’ no país, destacando-se o estado de Santa Catarina, local onde foram realizados os estudos.

Biografia do Autor

Ramon Felipe Scherer, Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina

Ramon Felipe Scherer: Engenheiro Agronomo (UFSC - 2008). Mestre em Ciências - Área de concentração: Recursos Genéticos Vegetais (UFSC - 2011). Doutor em Recursos Genéticos Vegetais (UFSC - 2015). É Pesquisador - Ciências Agrárias- na Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (EPAGRI). Desenvolve trabalhos com melhoramento vegetal e conservação de germoplasma na equipe de fruticultura tropical.

Luiz Alberto Lichtemberg, Pesquisador aposentado - Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina

Possui graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal de Pelotas (1974) e mestrado em Fitotecnia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1981). É pesquisador aposentado da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina S.A.. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Manejo e Tratos Culturais, atuando principalmente nos seguintes temas: banana, práticas culturais, pós-colheita, cultivares e fitossanidade. Atua em sociedades científicas desde 1983, tendo sido Presidente da Sociedade Brasileira de Fruticultura (1994-1996) e da Acorbat Internacional (2006-2008). É consultor da Revista Brasileira de Fruticultura.

Luana Aparecida Castilho Maro, Pesquisadora - Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina

Engenheira agrônoma graduada pela Universidade Estadual de Montes Claros (2007), mestre em Fitotecnia pela Universidade Federal de Viçosa (2010), doutora em Fitotecnia pela Universidade Federal de Lavras (2011) e pós-doutora pela mesma instituição em 2013. Possui Formação Pedagógica em Ciências Biológicas (Licenciatura) pela Universidade Vale do Rio Verde (2012). Possui experiência na área de fruticultura com ênfase em tratos culturais, manejo e fisiologia pós-colheita. É pesquisadora da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina - Epagri, Estação Experimental de Itajaí, com projetos na área de citricultura e bananicultura.

André Boldrin Beltrame, Pesquisador - Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina

Possui graduação em Engenharia Agronômica (2003), mestrado em Agronomia (2006), doutorado em Ciências (2010) e pós-doutorado (2011) pela Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz". Atualmente, é pesquisador da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (EPAGRI). Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Fitopatologia.

Gustavo Henrique Ferrero Klabunde, Pesquisador - Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Catarina (2009), Mestrado em Recursos Genéticos Vegetais (2012), Doutorado em Recursos Genéticos Vegetais (2016), Pós-Doutorado em Biologia de Fungos, Algas e Plantas (2016) e Pós-Doutorado em Recursos Genéticos Vegetais (2018). Foi professor substituto da disciplina de Biotecnologia para o curso de graduação em Agronomia (UFSC). Tem experiência em Genética Molecular e Melhoramento Genético Vegetal em espécies frutíferas e autóctones. Possui experiência em diversas técnicas moleculares, com ênfase em desenvolvimento e genotipagem de locos microssatélites (SSR), filogeografia de plantas terrestres, sequenciamento de DNA nuclear e extra-nuclear (via sequenciamento Sanger e de nova geração - NGS), mapas genéticos de ligação, DNA fingerprinting, DNA barcode, Seleção Assistida por Marcadores (MAS), marcadores moleculares (AFLP, RAPD, SSR, ISSR, NC-cpDNA), RNAseq e bioinformática para o melhoramento genético, caracterização e manejo dos recursos genéticos vegetais. Atualmente é Pesquisador em biologia molecular e melhoramento genético de plantas e coordenador da equipe de pesquisa em Fruticultura Tropical da EPAGRI - Estação Experimental de Itajaí / SC.

Márcio Sônego, Pesquisador - Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina

Possui título de PhD em Crop Physiology pela Lincoln University, Nova Zelândia (2000), mestrado em Meteorologia Agrícola pela Universidade Federal de Viçosa (1987) e graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Catarina (1984) . É pesquisador da EPAGRI (Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina), na Estação Experimental de Urussanga. Professor licenciado de Climatologia e Geografia Agrária na Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC). Enfoca seu trabalho nas áreas de Agronomia e Climatologia, atuando principalmente na pesquisa e difusão para a fruticultura tropical, agrometeorologia, caracterização climática, ensino de Climatologia. Executa experimentos com avaliação de cultivares de bananeira em cultivo orgânico e convencional, sistema bioclimático de monitoramento do mal-de-sigatoka, introdução de frutíferas como alternativa ao cultivo do fumo. Atua fortemente junto ao público e à imprensa local divulgando e esclarecendo temas voltados ao Clima e Agricultura, com entrevistas diárias em emissoras de rádio, e entrevistas mensais para jornais e emissoras de TV locais.

Luiz Augusto Martins Peruch, Pesquisador - Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Catarina (1995), especialista em Plantas Daninhas (1996), mestrado em Agroecossistemas pela Universidade Federal de Santa Catarina (1998) e doutorado em Fitopatologia pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (2004). Atuou como pesquisador da Epagri por 15 anos e professor pesquisador/ núcleo PACA da Unibave, lecionando as cadeiras de Fitopatologia, Metodologia da pesquisa e estatística. Atualmente atua como editor técnico no departamento de marketing e comunicação da Eapgri. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Fitopatologia, atuando principalmente nos seguintes temas: epidemiologia, maracujazeiro, bananeira, colletotrichum gloeosporioides, mandioca, agricultura orgânica e controle de doenças.

Edson Perito Amorim, Pesquisador - Embrapa Mandioca e Fruticultura Tropical

Engenheiro Agrônomo pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS, 2000). Mestrado em Melhoramento de Plantas (UFRGS, 2002). Doutorado em Genética e Melhoramento de Plantas pela Universidade Federal de Lavras (UFLA, 2005). Foi Pesquisador Científico do Instituto Agronômico de Campinas (IAC) entre 2005 e 2007, responsável pelos programas de melhoramento de Mamona e Girassol. Atualmente é Pesquisador da Embrapa Mandioca e Fruticultura, responsável pelo programa de melhoramento genético de bananas e Plátanos. É professor permanente do curso de Pós-Graduação em Recursos Genéticos Vegetais da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), responsável pela disciplina Tópicos Especiais em Recursos Genéticos Vegetais e do Curso de Pós-Graduação em Biotecnologia da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), responsável pela disciplina Biotecnologia Aplicada ao Melhoramento Vegetal. É orientador de Mestrado e Doutorado e supervisor de Pós-Doutorado. Possui bolsa de Produtividade em Pesquisa, nível 1D, do CNPq. Tem experiência em melhoramento genético, biotecnologia, genética quantitativa, marcadores moleculares, bioestatística e biometria.

Janay Almeida dos Santos Serejo, Pesquisadora - Embrapa Mandioca e Fruticultura Tropical

Graduação em Agronomia pela Universidade Federal da Bahia (1987), mestrado e doutorado em Genética e Melhoramento de Plantas pela ESALQ/USP (1995 e 1999), pós-doutorado em Citogenética Molecular (ESALQ/USP, 2002) e Biologia Molecular (Universidade Católica de Leuven, Bélgica, 2009). Pesquisadora da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Mandioca e Fruticultura). Professor/Orientador no curso de Mestrado em Recursos Genéticos Vegetais da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia desde 2008. Curadora do Banco de Germoplasma de Bananeira. Atua principalmente nos seguintes temas: biotecnologia em apoio ao melhoramento genético de bananeira (embriogênese somática e suspensões celulares, indução de poliploidia, indução de mutação, variação somaclonal, estresse abiótico in vitro, fertilização in vitro e transformação genética), melhoramento de fruteiras ornamentais, citogenética clássica e molecular em fruteiras e mandioca.

Cláudia Fortes Ferreira, Pesquisadora - Embrapa Mandioca e Fruticultura Tropical

Possui Graduação em Engenharia Agronõmica pela UFV - Universidade Federal de Viçosa , Mestrado em Genética e Melhoramento de plantas pela UFV - Universidade Federal de Viçosa , Doutorado em Produção Vegetal (com ênfase em melhoramento genético de plantas e biologia molecular) pela UENF - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro e Pós-Doutorado (2008) pela WUR-Wageningen University Research Centre -PRI - Plant Research International, Wageningen-Países Baixos em Genética de Mycosphaerella fijiensis. Atualmente é pesquisadora da Embrapa Mandioca e Fruticultura-CNPMF. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Melhoramento de plantas e genética molecular.

Fernando Haddad, Pesquisador - Embrapa Mandioca e Fruticultura Tropical

Possui graduação em Agronomia e Doutorado em Fitopatologia pela Universidade Federal de Viçosa (2008). Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Fitopatologia. Atualmente é pesquisador A da Embrapa Mandioca e Fruticultura. Atua na cultura da bananeira, concentrando estudos para a mitigação dos danos causados por Fusarium oxysporum f. sp. cubense (Murcha de Fusarium), Mycosphaerella musicola (Sigatoka amarela) e M. fijiensis (Sigatoka negra). Concentra seus estudos em linhas de pesquisa como o controle biológico e cultural, estudos populacionais de patógenos e resistência genética. Estudos genéticos e fenotípicos da interação Musa spp. com os patógenos descritos acima são aplicados no melhoramento genético, com o objetivo maior de otimizar a seleção de genótipos resistentes as principais doenças da cultura. Os estudos populacionais dos patógenos visam principalmente à identificação de variantes, em agressividade e/ou virulência, para o direcionamento da seleção de tecnologias para o manejo das doenças. Todos os trabalhos que envolvem o controle cultural, biológico e genético são direcionados para gerar soluções tecnológicas que em conjunto vão mitigar os prejuízos causados por patógenos na cultura da bananeira.

Referências

ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução n. 18. 1999. Available at:

https://www.saude.rj.gov.br/comum/code/MostrarArquivo.php?C=MjI0OQ%2C%2C&gt. Accessed on: 30 July 2018.

BRASIL. Decreto n. 5153: Regulamenta o Sistema Nacional de Sementes e Mudas e dá outras providências. (2004). Available at: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2004/Decreto/D5153.htm. Accessed on: July 16, 2018.

CERQUEIRA, R.C.; SILVA, S.O.; MEDINA, V.M. Características pós-colheita de frutos de genótipos de bananeira (Musa spp.). Revista Brasileira de Fruticultura, v.24, p.654-657, 2002.

CHRISTELOVÁ, P.; VALÁRIK, M.; HRIBOVÁ, E.; VAN DEN HOUWE, I.; CHANNELIÈRE, S.; ROUX, N.; DOLEZEL, J. A platform for efficient genotyping in Musa using microsatellite markers. AoB Plants, v.24, p.1–14, 2011.

D'HONT, A.; PAGET-GOY, A.; ESCOUTE, J.; CARREEL, F. The interspecific genome structure of cultivated banana, Musa spp. revealed by genomic DNA in situ hybridization. Theoretical and Applied Genetics, v.100, p.177–183, 2000.

FAOSTAT - FAO statistical databases, banana and plantain data Food and agriculture organization of the United Nations - Statistics Division. 2018. Available at: http://faostat.fao.org/site/567/default.aspx#ancor. Accessed on: 06 may 2018.

JENKINS, D.J.A.; VUKSAN, V.; KENDALL, C.W.; WÜRSCH, P.; JEFFCOAT, R.; WARING, S.; MEHLING, C.C.; VIDGEN, E.; AUGUSTIN, L.S.; WONG, E. Physiological effects of resistant starches on fecal bulk, short chain fatty acids, blood lipids and glycemic index. Journal of the American College of Nutrition, v.17, p.609- 616. 1998.

IBGE - Instituto Brasileiro De Geografia E Estatística. Levantamento sistemático da produção agrícola. 2018 Available at: https://www.ibge.gov.br/estatisticas-novoportal/economicas/agricultura-e-pecuaria/9201-levantamento-sistematico-da-producao-agricola.html?=&t=resultados. Accessed on July 19, 2018.

IPGRI – INIBAP/CIRAD. Descriptors for Banana (Musa spp.) IPGRI, France, 55 p. 1996.

LICHTEMBERG, L.A.; MALBURG, J.L.; SONEGO, M. Cultivares de bananeira para o cultivo orgânico no Litoral Norte de Santa Catarina. Revista Brasileira de Agroecologia v.1, p.533-536. 2006.

LICHTEMBERG, L.A.; MALBURG, J.L.; ZAFFARI, G.R.; HINZ, R.H. Banana. In: Avaliação de cultivares para o Estado de Santa Catarina 2001/2002. Florianópolis, SC: Epagri, 2001. p.31-37. (Epagri. Boletim técnico, 117).

NASCIMENTO JUNIOR, B.B.; OZORIO, I.P.; REZENDE, C.M.; SOARES, A.G.; FONSECA, M.J. DE O. Diferenças entre bananas de cultivares Prata e Nanicão ao longo do amadurecimento: Características físico-químicas e compostos voláteis. Ciência e Tecnologia de Alimentos, v.28, p.649-658. 2008.

PERUCH, L.A.M.; SONEGO, M. Resistência de genótipos de bananeiras a Sigatoka amarela sob cultivo orgânico. Revista Brasileira de Agroecologia, v.2, p.86-93. 2007.

PERRIER, X.; DE LANGHE, E.; DONOHUE, M.; LENTFER, C.; VRYDAGHS, L.; BAKRY, F.; CARREEL, F.; HIPPOLYTE, I.; HORRY, J.P.; JENNY, C.; LEBOT, V.; RISTERUCCI, A.M.; TOMEKPE, K.; DOUTRELEPONT, H.; BALL, T.; MANWARING, J.; DE MARET, P.; DENHAM, T. Multidisciplinary perspectives on banana (Musa spp.) domestication. Proceedings of the National Academy of Sciences of United States of America, v.108, p.1311-1318, 2011.

VON LOESECKE, H.W. Bananas. Interscience, New York, 189p. 1950.

Downloads

Publicado

2020-05-01

Como Citar

Scherer, R. F., Lichtemberg, L. A., Maro, L. A. C., Beltrame, A. B., Klabunde, G. H. F., Sônego, M., Peruch, L. A. M., Amorim, E. P., Serejo, J. A. dos S., Ferreira, C. F., & Haddad, F. (2020). BRS SCS BELLUNA – um novo cultivar de banana para processamento e consumo fresco. Revista Agropecuária Catarinense, 33(1), 32-37. Recuperado de https://publicacoes.epagri.sc.gov.br/RAC/article/view/532

Edição

Seção

Germoplasma