Produtividade de tomate, cultivar Carmen, influenciada por espaçamentos entre plantas e número de hastes por planta

Autores

  • Siegfried Mueller Epagri/Estação Experimental de Caçador

Palavras-chave:

Lycopersicon esculentum, Solanum lycopersicon, tomate, massa média de frutos.

Resumo

Em trabalho na Epagri/Estação Experimental de Caçador, Santa Catarina, anos agrícolas 1997/98, 1998/99 e 2001/02, se estudaram em campo quatro espaçamentos de plantio de tomate sobre o rendimento e a qualidade dos frutos: T1) 35cm entre plantas, uma planta por cova e uma haste por planta; T2) 50cm entre plantas, uma planta por cova e uma haste por planta; T3) 70cm entre plantas, uma planta por cova e duas hastes por planta; T4) 70cm entre plantas, duas plantas por cova e uma haste por planta. Para todos os tratamentos o espaçamento entre fileiras
foi de 1m. O delineamento experimental utilizado foi de blocos ao acaso com cinco repetições. O tratamento 1 (T1) apresentou produtividade superior aos demais, seguido dos tratamentos 3 e 4 (T3 e T4). O tratamento 2 (T2) apresentou a menor produtividade, porém a maior massa média dos frutos comerciais.

Downloads

Publicado

2020-12-21

Como Citar

Mueller, S. (2020). Produtividade de tomate, cultivar Carmen, influenciada por espaçamentos entre plantas e número de hastes por planta. Agropecuária Catarinense, 22(3), 81-84. Recuperado de https://publicacoes.epagri.sc.gov.br/rac/article/view/835

Edição

Seção

Artigo Científico